Avaí chega ao G-4, mas sem gordura

| 0 comentários
A boa sequência na série B do Campeonato Brasileiro deu frutos ao Avaí: a terceira posição no G-4. A colocação deve ser comemorada, mas com cautela, segundo Alemão. Em entrevista coletiva, o lateral-direito do Leão da Ilha afirmou que o time de Florianópolis não tem a mesma gordura que os rivais Vasco da Gama e Atlético-GO. Por isso, o jogador azurra destacou, em entrevista coletiva, a necessidade de somar pontos nas próximas rodadas da competição nacional.
- Acho que os únicos times que podem ficar tranquilo com gordura são o Vasco e o Atlético-GO. Não temos essa gordura, temos que pontuar o máximo, para quem sabe na frente poder queimar. Estamos em um momento bom, mas se perdermos, podemos cair para sétimo lugar, então tem que ficar ligado - afirmou em conversa com a imprensa.
Para Alemão, a palavra que define o Avaí no returno da Série B é entrega. O jogador exaltou a determinação do elenco nas últimas partidas e citou o empenho de Marquinhos e Rômulo, duas peças fundamentais para a arrancada azurra na competição - o atacante tem 10 gols anotados no torneio, enquanto o meia é dono de cinco assistências desde o seu retorno aos gramados.
- Acho que todo mundo resolveu pegar junto, não que estava antes. Mas você vê o Romulo dando carrinho, o Marquinhos dando carrinho, correndo, dando pique, roubando bola. Esse empenho e essa entrega é o segredo, todo mundo de fora está com o mesmo pensamento. Quando todo mundo olha para o mesmo lado, as coisas começam a fluir.
Estar dentro do G-4 só é possível por aquilo que a equipe de Claudinei Oliveira fez no returno. Até o momento, são seis vitórias, um empate e uma derrota na segunda metade da competição, a melhor campanha da Série B, com 79,6% de aproveitamento. via Globo Esporte

A série B mais acirrada da história

| 0 comentários
A 11 jogos do fim da série B, a briga pelo acesso à elite se intensifica e as chances dos times que irão disputar a Série A em 2017 começam a ficar mais definidas. Se estivéssemos em 2014 ou 2012, já poderíamos apontar com mais facilidade quais equipes estariam perto de conquistar o acesso.
Mas, em 2016, o campeonato está tão equilibrado que hoje, na 27ª rodada, fica difícil fazer este apontamento com precisão. Nos atuais moldes do torneio (em que 20 equipes disputam quatro vaga), este é o mais disputado da história.
Apenas três pontos separam o terceiro colocado (Avaí) do 10º (Náutico). Ao todo, são oito equipes que brigam por uma vaga no G-4 (veja na tabela abaixo). Para se ter uma ideia, no ano passado, nesta mesma rodada, apenas quatro brigavam pela última vaga entre os quatro primeiros.
Entre os catarinenses, o melhor colocado e com mais chances de acesso é o Avaí. Com uma arrancada impressionante, já são sete rodadas de invencibilidade, o Leão aparece com ótimas probabilidades de disputar a Série A no ano que vem.
Segundo os sites Infobola e UFMG, hoje o time de Floripa tem 49% e 51% de chances de acesso à elite de 2017. O Criciúma, que começou a competição muito bem e depois caiu de rendimento, tem apenas 14% e 15,5% de probabilidade de subir à Primeira Divisão. Nas 27 rodadas disputadas até agora na competição, o Tigre esteve no G-4 em apenas quatro oportunidades, na 3ª, 5ª, 11ª e 12ª. A colocação mais alta que Tricolor alcançou foi a terceira posição na 3ª e 11ª rodada.
Rodadas decisivas - Apesar dos bons números do Avaí, tudo pode mudar. Se fizer a sua parte, e vencer as próximas duas partidas na Ressacada, o Leão pode deixar muito bem encaminhada a sua situação. (...) As próximas rodadas prometem separar o joio do trigo na Série B. via DC

Uma imagem

| 0 comentários

Capa desfalca o Avaí

| 0 comentários
O lateral-esquerdo do Avaí, Capa, está suspenso e não poderá enfrentar o Paysandu, na próxima sexta-feira, às 21h30min, na Ressacada. O atleta recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória por 1 a 0 sobre o Joinville e por isso está fora do próximo compromisso. O Leão não tem nenhum atleta para a posição, assim é possível que o técnico Claudinei Oliveira improvise.
- Sempre pensamos em alternativa, temos tempo para pensar. O Capa tem sido importante e ele tem atuado perto da perfeição, ele corre o jogo inteiro, tem dinâmica boa, tira o time da pressão. Temos uma linha de quatro muito forte e temos uma espinha dorsal. Temos algumas opções, podemos pegar alguém da base, se o Betão voltar podemos usar o Gabriel pelo lado esquerdo ou podemos colocar o Luiz Gustavo na esquerda. Vou mexer o mínimo possível na estrutura - explicou o técnico.
Se não terá Capa, Claudinei provavelmente poderá contar com o zagueiro Betão e o volante João Filipe. Os dois foram cortados do jogo contra o JEC por causa de lesões, mas deverão estar recuperados para a partida contra o Papão. via Diário Catarinense

Avaí lidera o returno da série B

| 0 comentários
O Avaí inicia a sua semana de trabalho na terceira colocação da tabela da Série B. Estar dentro do G-4 só é possível por aquilo que a equipe faz no returno. Até o momento, são seis vitórias, um empate e uma derrota na segunda metade da competição, a melhor campanha. A fase é tão boa que o Leão está na frente, em pontos ganhos nesta parte final da competição, dos líderes Vasco e Atlético-GO.
Claudinei Oliveira tem uma meta bem clara para os jogadores do Avaí: vencer o returno da Série B. Se isso irá resultar no acesso à Série A, ele não sabe, porém, esse é o objetivo para poder terminar a temporada em alta. Invicto desde que chegou ao clube, o comandante tem motivos para acreditar que a conquista do segundo turno é possível.
Para se ter ideia do bom momento do Avaí, o Vasco, líder da Segundona, somou 12 pontos nos oito jogos que disputou neste returno. Enquanto que o Atlético-GO acumulou 15. Desde o dia 20 de agosto, o Avaí só conhece resultados positivos - um empate e seis vitórias. O último revés foi para o Bahia, no dia 20 de agosto. Desde então, uma vitória sob o comando de Evando, como interino, e seis vitórias e um empate com Claudinei.
São 79,6% de aproveitamento na segunda metade da Série B e uma arrancada improvável, diante do feito no primeiro turno. Na primeira parte da Segundona, foram somados 23 pontos em 19 partidas. Neste returno, o Avaí já tem 19 em oito jogos. via Globo Esporte

Avaí entra no G-4

| 0 comentários
O Avaí vive uma fase impecável na Série B, Em sete partidas, o Leão tem seis vitórias e um empate. Resultados que colocaram o time no G-4. A última rodada foi perfeita. Após vencer o Joinville num clássico tenso, com confusão fora de campo por parte da torcida do JEC, os avaianos contaram com os empates de Bahia com o CRB e do Brasil com o Tupi para terminar em terceiro.
O momento é bom, mas não da para relaxar. Afinal, apenas três pontos separam o Leão do 10º colocado, o Náutico. A disputa pelo acesso está acirrada e as próximas duas partidas são vitais. No dia 30 de setembro, o Leão recebe o Paysandu e no dia 4 de outubro o Goiás. Vencer os jogos pode garantir à equipe uma gordurinha. A empolgação da torcida é grande e faz a direção esperar um grande público na sexta-feira, contra o Papão. Apesar do bom clima, Claudinei Oliveira prega cautela.
- Já conquistamos muita coisa, saímos de candidato ao rebaixamento a candidato ao acesso, mas não podemos esquecer de onde estávamos. O torcedor cobrava, pressão pelo resultado e chegamos com muita luta, empenho, não podemos mudar o comportamento. Estamos mostrando a força do grupo, que dá resposta positiva. Não falta luta. Vamos dar mérito aos atletas e esperamos uma boa semana de trabalho para montar o time com o Paysandu - analisou Claudinei.
Diferencial vem da base do clube - Um dos grandes responsáveis por esse crescimento é Romulo. O atacante fez cinco gols neste período e passou a ser o artilheiro do Leão, com 10 tentos. O início de Brasileirão de Rômulo não parecia ser promissor. Ele passou um período longe dos gramados, logo no início da Série B o atacante ficou trabalhando separadamente o condicionamento físico. Na época, o técnico do Avaí era Silas, que queria o jogador mais magro.
Parte da torcida desconfiava de Rômulo, cria da base do Leão e que desde a reta final de 2014 alterna bons e maus momentos. Pois a fase de Rômulo neste momento é ótima. Contra o JEC mais uma vez ele foi o decisivo: "Rômulo é um jogador diferente, competitivo, ele consegue entrar na área, finaliza bem. Temos incentivado a ir para cima do adversário. Está sendo premiado pela luta dele. Tendo dois, três jogadores que façam gols é o que todo técnico quer. Isso com uma defesa sólida você consegue alçar voos longos - analisou Claudinei.
Os jogos do Leão - Faltam 11 partidas até o fim da Série B, matemáticos apontam que o time que conseguir 65 pontos garante o acesso, apesar que pelo rendimento das equipes até aqui este número pode até ser mais baixo. Mas considerando essa pontuação de 65, o Leão precisa de mais 23 pontos para chegar a elite. via Diário Catarinense

Tu vêx...

| 0 comentários

Jogo rápido com Claudinei

| 0 comentários
"No dia 20 de agosto o time perdia para o Bahia e era vaiado. Estávamos na situação parecida com a do Joinville, com pressão da torcida. Temos que ir com calma, temos um bom time, mas precisamos manter o pé no chão. Estamos mostrando a força do grupo, que dá resposta positiva. Vamos dar mérito aos atletas e esperamos uma boa semana de trabalho para montar o time com o Paysandu."
"Vamos tentar ganhar o máximo possível e se ganharmos todos vamos chegar ao acesso, mas vamos com humildade. Não é discurso. Sofremos aqui, contra o Criciúma, Bragantino, não foi nada fácil. O torcedor vê isso, entende, um time organizado. Espetáculo não dá para dar sempre, mas a equipe tem se doado. Se um dia a gente perder ou empatar, temos que sair conscientes que demos o máximo." Claudinei Oliveira via Diário Catarinense

Quando a fase é boa

| 0 comentários
A torcida do Avaí está rindo à toa: há sete partidas o time azurra não sabe o que é uma derrota. São seis vitórias e um empate, sequência que tirou o Leão da Ilha de perto da zona de rebaixamento para colocar na briga por uma vaga na primeira divisão do ano que vem. Um dos responsáveis pelo momento do time é o jovem Rômulo, o artilheiro do time na competição com 10 gols.
Na avaliação do atacante, é preciso trabalhar forte para manter a campanha até conseguir o objetivo traçado no início da competição nacional: o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro de 2017. Com mais três pontos somados, após a vitória por 1 a 0 diante do Joinville - com gol anotado justamente por Rômulo -, o Avaí vê o sonho cada vez mais próximo.
- Como eu venho falando e vou falar até o fim, estamos trabalhando para isso. Vivemos um momento bom e temos que manter para conseguir nosso objetivo - disse o camisa 11 do Leão.
Lucas Coelho partilha da mesma opinião que o companheiro de posição. O atacante do Avaí destacou a dificuldade da partida e o empenho dos azurras para conseguir o resultado. Na avaliação dele, o triunfo sobre o adversário catarinense dá ainda mais moral para os comandados de Claudinei Oliveira.
- Sabíamos que não ia ser fácil e saímos com a vitória. A gente procura ajudar da melhor forma, com gols quando dá, mas também ali atrás. Esse resultado era importante para crescermos no campeonato. via Globo Esporte

Resumo da semana

| 0 comentários
Visita especial - Pelo 13º ano consecutivo o Avaí levou todo o seu elenco ao Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, para fazer uma visita especial às crianças que passam por tratamento no local. A visita aconteceu na segunda-feira.
Desfalques - João Filipe, que sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo e Betão, que se recupera de um edema na coxa direita.
Lucas Coelho - O atacante Lucas Coelho, que se recuperava de um problema no ombro, era dúvida para o jogo com o JEC, mas jogou normalmente.
Líder - Com uma sequência de sete resultados positivos o Avaí é o time com a melhor campanha do segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro. Dos oito jogos disputados no returno, foram seis vitórias, um empate e uma derrota.
Renan - O goleiro diz que já iniciou conversas sobre renovação mas que também tem outras propostas. Joceli dos Santos, dirigente azurra, disse que de fato já começou a conversar com o empresário do atleta, mas que por enquanto os valores estão "salgados".
Gabriel - O zagueiro Gabriel, que já foi dado como vendido para um time alemão - a negociação não se confirmou - pode ter novas portas abertas para a Europa em breve. O empresário do atleta confirmou que virá dia 4 para Fpolis para tratar de detalhes de uma possível nova negociação.
Joinville - Na noite de sexta-feira o Avaí aumentou a sequência de resultados positivos para sete jogos. Com gol de Rômulo venceu o JEC por 1 a 0, na Arena Joinville.
G4 - O Leão da Ilha dormiu no G4 após vencer o JEC, na sexta-feira. Com 42 pontos, é o terceiro colocado na tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro.
28ª rodada - O Avaí volta a campo na próxima sexta-feira (30), diante do Paysandu, às 21h30, na Ressacada. via Infoesporte

O gol de Rômulo

| 0 comentários

Avaí na organização, padrão e confiança

| 0 comentários
"A vitória do Avaí em Joinville e a chegada ao G-4 foi o retrato daquilo que vivem as duas equipes na Série B. O Leão em nenhum momento se perdeu em campo. Sempre manteve o padrão de jogo e a organização. Do outro lado, o JEC, um time inseguro, que errava passes e que quando tinha chances não tinha confiança para definir. As melhores jogadas e as melhores chances foram do Avaí. O Joinville teve somente na bola parada, com Rafael Donato, duas oportunidades.
A vitória mantém o excelente momento do Leão no campeonato e aumenta as chances da equipe de chegar ao acesso. Agora no G-4, o Avaí ainda espera o restante da rodada para saber como estará no fim do sábado. Mas o que importa é que o time segue vencendo e consistente. No JEC, a lamentar ainda a manifestação da torcida ao final do segundo tempo, que pode acarretar ainda alguma punição ao clube." Rodrigo Faraco via Hora de SC

Coletiva pós-jogo de Claudinei Oliveira

| 0 comentários
"Ainda está cedo para colocarmos o Joinville na Série C e o Avaí como um time que vai subir. Tem muito jogo ainda, eu falo isso, e o discurso dos jogadores é assim também. Nem tão ao céu, nem tão à terra. Vamos pensar primeiro no Paysandu, depois no Goiás, vamos assim que está dando certo." 
O jogo - "Esperávamos um time mobilizado pelo Ramon, que conhece o clube. Tínhamos a proposta de boas transições, finalizamos mais do que eles e tivemos o gol. Queríamos usar o desespero deles para nos dar os contra-ataques. No segundo tempo tivemos mais dificuldades, eu mudei o esquema e soubemos suportar a pressão. Vamos sofrer sempre, não vai ser fácil."
Crescimento defensivo - "Primeiro tínhamos que organizar a equipe. E estamos sempre com a linha próxima, eu tenho essas preocupações, cobramos muito. A entrega está muito boa e as chances que chegaram até o gol do Renan ele foi sempre muito bem."
Sequência em casa - "Já saímos de candidato a rebaixamento a candidato pelo acesso, mas não podemos lembrar de onde estávamos. O torcedor cobrava, pressão pelo resultado e chegamos com muita luta, não podemos mudar o comportamento. Nem pensando ainda que temos dois jogos em casa. Estamos mostrando a força do grupo, que dá resposta positiva. Não falta luta. Vamos dar mérito aos atletas e esperamos uma boa semana de trabalho para montar o time com o Paysandu."
Crescimento de Rômulo - "É um jogador diferente, muito competitivo, consegue entrar na área, finaliza bem. Temos incentivado a ir para cima do adversário, um jogador com força física. Está sendo premiado pela luta, todos estão, mas o Rômulo tem feito os gols. Tendo dois, três jogadores que façam gols, é o que todo técnico quer. Isso com uma defesa sólida você consegue alçar voos longos."
Ausência de Capa - "Sempre pensamos em alternativa, temos tempo para pensar. O Capa tem sido importante e tem atuado perto da perfeição, corre o jogo inteiro, tem dinâmica, tira o time da pressão. Temos uma linha de quatro muito forte e uma espinha dorsal. Temos algumas opções, podemos pegar alguém da base, se o Betão voltar podemos usar o Gabriel pelo lado esquerdo ou podemos colocar o Luiz Gustavo na esquerda. Vou mexer o mínimo possível na estrutura."
Confusão no fim do jogo - "A gente lamenta esse tipo de acontecimento, não gosto de comentar. Temos que falar o mínimo possível, mas o ais prejudicado vai ser o Joinville, perdendo mando. O torcedor às vezes acaba colocando o time mais para baixo. Não vou julgar ninguém, são coisas que não gostamos que aconteçam e é mais uma questão de educação e de se punir quem fez isso."
Aonde o Avaí vai parar? - "Não sei. Vamos tentar ganhar o máximo possível e se ganharmos todos vamos chegar ao acesso, mas vamos com humildade. Não é discurso. Sofremos aqui, contra o Criciúma, Bragantino, não foi nada fácil. O torcedor vê isso, entende, um time organizado. Espetáculo não dá para dar sempre, mas a equipe tem se doado. Se um dia a gente perder ou empatar, temos que sair conscientes que demos o máximo." Claudinei Oliveira via Globo Esporte

Avaí vence, dessa vez em Joinville

| 0 comentários
O Avaí visitou o Joinville nesta sexta-feira, na Arena Joinville, e conseguiu uma importante vitória pelo placar de 1 a 0. Em jogo marcado por protestos, invasões e rojões jogados em campo pela torcida do JEC, o Leão da Ressacada fez sua parte, chegou ao quarto triunfo consecutivo na Série B e irá dormir dentro do G4 do torneio nacional.
Com o resultado, o Leão da Ressacada seguiu sua arrancada na tabela e chegou aos 42 pontos, alcançando provisoriamente a terceira posição e dormindo no G4 da Série B. Já o JEC segue em jejum de vitórias e é apenas o 19º colocado, com 24 pontos.
Primeiro tempo - A partida começou com um extremo equilíbrio e cada um dos times teve uma boa chance nos primeiros minutos. Aos nove, Caio César arriscou um chute cruzado para o Avaí de fora da área e obrigou o goleiro Jhonatan a se esticar para defender. O JEC respondeu aos 11 em cabeçada de Rafael Donato que passou com perigo ao lado do gol.
A partida seguiu com o Joinville um pouco melhor. No entanto, foi o Avaí que abriu o placar. Aos 22 minutos, Capa cruzou para a área e Jhonatan espalmou. O goleiro, no entanto, soltou no pé de Romulo, que só teve o trabalho de bater para o gol para colocar o Leão da Ressacada na frente. Após sofrer o gol, o JEC tentou correr atrás e criou as melhores chances. No entanto, não teve efetividade suficiente para empatar a partida. Com isso, o jogo foi para o intervalo com vitória parcial do Avaí.
O jogo voltou para o segundo tempo muito mais movimentado. Aos cinco minutos, Claudinho arrancou pela esquerda para o JEC e chutou firme, porém, a finalização foi na rede pelo lado de fora. O Leão respondeu aos sete. Lucas Coelho arrancou pelo meio, passou por alguns marcadores e chutou firme. Porém, Jhonatan conseguiu agarrar a bola.
A partida seguiu lá e cá. Aos 17, Aldair ajeitou a bola na entrada da área para o Joinville e soltou uma bomba. Renan se esticou e conseguiu uma grande defesa. O Avaí respondeu aos 19 e perdeu chance inacreditável. Renato arrancou pela direita e cruzou para a área. Romulo recebeu sozinho cara a cara com o goleiro, mas chutou para fora, desperdiçando a oportunidade para ampliar o placar.
Se o Leão teve sua principal chance do segundo tempo no lance anterior, o Joinville respondeu à altura aos 25. Rafael Donato subiu mais alto que a defesa do Avaí após cobrança de escanteio e cabeceou firme. A bola passou triscando a trave, mas foi para fora.
A partir dos 30 minutos do segundo tempo, o Avaí recuou e o Joinville passou a exercer uma grande pressão em busca do empate. Aos 32, em lance parecido ao anterior, Rafael Donato subiu mais alto que a defesa, desta vez em cobrança de falta, e novamente não achou o canto de Renan por pouco.
No final do jogo, o Joinville exercia uma grande pressão, porém, aos 47 minutos, problemas extracampo acabaram atrapalhando o andamento da partida. Parte da torcida do JEC jogou rojões em campo, gritavam “vergonha” e pulou a grade da arquibancada, ameaçando chegar ao campo. Com isso, o árbitro interrompeu o jogo por 10 min até que os policiais resolvessem a confusão.
Após o retorno, o duelo continuou apenas por pouco mais de imin. Com isso, o Avaí apenas esperou o apito final para comemorar a importante vitória na competição. Avaí - Renan; Fagner Alemão, Gabriel, Fábio Sanches e Capa; Luan, Renato, Caio César(Luiz Gustavo) e Marquinhos(Diego Jardel); Lucas Coelho e Romulo(Tatá). via Gazeta Esportiva

A musa do adversário

| 1 comentários
Kelin Cristina Pereira, finalista da Musa do Joinville 2015.

Situações bem diferentes

| 0 comentários
"Enquanto o Avaí sonha com o acesso, o Joinville ainda tenta escapar do rebaixamento para a terceira divisão. Se pensar dessa maneira, existe favoritismo nessa partida, já que são 15 pontos de diferença entre os catarinenses. Mas a história dos confrontos entre Leão e Coelho não é muito favorável ao azul e branco. São 195 jogos, sendo 85 vitórias do JEC, 59 para o Avaí e 51 empates.
Um dos problemas para o time Avaiano é o departamento médico, João Filipe e Betão ficaram de fora, e o Lucas Coelho ainda é dúvida. Se o atacante ficar de fora a opção vai ser de novo Tatá e aí a situação fica difícil, o atleta não agrada em nada com o futebol que tem, é fraco tecnicamente e não consegue aproveitar as oportunidades. Já na zaga a opção vai ser Gabriel, o atleta tem entrado bem, o tempo que ficou fora fez bem ao garoto.
A partida de hoje pode ser bem aproveitada se o Avaí souber jogar sem salto alto. Claudinei Oliveira tem feito isso muito bem, nos últimos jogos tem vencido e convencido com o futebol apresentado. Sempre bom lembrar que a meta ainda é chegar aos 45 pontos." Cacau Corazza via Infoesporte

Avaí e JEC em situações opostas

| 1 comentários
O Joinville entra em campo hoje contra o Avaí, na Arena Joinville, em partida válida pela 27ª rodada da Série B do Brasileirão. Na penúltima colocação, o JEC precisa da vitória para somar pontos em sua briga contra o rebaixamento, enquanto o Avaí segue na disputa pelo G4 da competição.(...)
A partida de hoje irá marcar a estreia do técnico Ramon Menezes. O comandante, que chegou no início da semana, teve tempo para trabalhar com seus novos jogadores, no entanto, irá encontrar alguns problemas para realizar sua primeira escalação no comando do JEC.
“Quero que os jogadores façam uma pressão no momento certo e saiam também. Preencheremos o espaço e teremos uma chegada, principalmente pela direita, com o Reginaldo e o Everton”, avaliou.
(...)
Se o rival Joinville briga para deixar a Série B, o Avaí vive situação oposta. Na sétima posição, o Leão da Ressacada possui 39 pontos, apenas um a menos que o Ceará, primeiro time do G4. Apesar da situação na tabela da Segundona, os jogadores do Avaí rechaçam o favoritismo e sabem que o clássico contra o JEC será muito disputado: “Não tem favorito, é um clássico, e em campo, nenhum jogador pensa na fase da outra equipe. Vamos encontrar um Joinville organizado, sabendo o que vai querer, pois clássico é detalhe”, comentou Renato.
Para conseguir o resultado favorável e continuar na briga pelo acesso, o Leão se apoia no bom retrospecto na competição. Nas últimas seis partidas, a equipe venceu cinco jogos e empatou um. Claudinei Oliveira tem uma dúvida para a escalação do time titular. O atacante Lucas Coelho, com problemas no ombro, pode ficar de fora e dar lugar a Tatá. Além de Lucas Coelho, o comandante possui ainda mais duas baixas: Betão e João Filipe.
Para o lugar do zagueiro, Oliveira deve promover a entrada de Gabriel. Já no meio-campo, o volante Caio Cesar deve assumir o lugar de João Filipe: “É um clássico regional. Espero um jogo sem facilidade nenhuma. Se formos competitivo, estaremos ganhando desse jeito, temos que manter a mesma pegada, se fizermos igual aos outros jogos”, analisou o treinador Claudinei Oliveira. Provável escalação: Renan; Alemão, Gabriel, Fabio Sanches e Capa; Luan, Renato, Caio Cesar e Marquinhos; Lucas Coelho (Tatá) e Rômulo. via Gazeta Esportiva

Avaí divulga relacionados para hoje

| 0 comentários
O Leão da Ilha já está no Norte do Estado, onde encara o Coelho nesta sexta-feira (23). Sem Betão e João Filipe, lesionados, o técnico Claudinei Oliveira relacionou 20 atletas para o duelo. Joinville e Avaí entram em campo hoje, às 20h30, na Arena Joinville. A partida é válida pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Confira os relacionados para a partida:
Goleiros: Kozlinski e Renan;
Zagueiros: Fabio Sanches e Gabriel;
Laterais: Alemão, Capa e Luiz Gustavo;
Volantes: Caio César, Jajá, Judson e Luan;
Meias: Diego Jardel, Marquinhos e Renato;
Atacantes: Lucas Coelho, Romarinho, Romulo, Tatá, Toshi e Vitor. via Infoesporte

Adolfo Konder muito antigamente

| 1 comentários

Técnico valoriza a força da equipe

| 0 comentários
Um dia antes do confronto entre Joinville e Avaí pela 27ª rodada da Série B, o técnico Claudinei Oliveira prevê um jogo intenso, mas espera manter a marcação e o mesmo desempenho da equipe nas últimas rodadas. Desde que chegou ao comando do Leão, há cinco rodadas, Claudinei está invicto. Na coletiva o técnico falou sobre os desfalques e a preparação da equipe para o clássico.
Para o jogo o Avaí terá os desfalques do zagueiro Betão e do volante João Filipe, que saíram lesionados na partida contra o Bragantino e ainda não se recuperaram. Porém este não parece ser um problema para o técnico avaiano. Claudinei acredita na força do conjunto e diz que a pressão estará em cima do Joinville, que precisa vencer para tentar escapar do rebaixamento.
- Sempre que precisamos os jogadores que entraram deram conta. Estamos em um momento bom, todos se ajudam e essa consciência de equipe que estamos criando aqui no Avaí facilita bastante o trabalho - finaliza Claudinei. via Diário Catarinense