Palmas para esse monstro

| 0 comentários

Avaí vence e segue tranquilo na liderança

| 0 comentários
O Avaí segue tranquilo na liderança isolada do Campeonato Catarinense. Na manhã de hoje o Leão recebeu o vice-líder Brusque e confirmou o favoritismo vencendo os adversários por 2 a 1 na Ressacada, com gols de Denílson e Júnior Dutra. Jonatas Belusso descontou para o time do interior.
Logo na saída de jogo o Brusque vacilou e o Avaí já carimbou a trave com Denílson arriscando de fora da área. Se não deu para o atacante logo no primeiro minuto, aos 47, antes do juiz apitar o fim da etapa inicial, ele mostrou por que é o artilheiro do campeonato catarinense e tratou de mandar para o fundo das redes após bom passe de Júnior Dutra.
No segundo tempo o Brusque voltou a campo mais ligado. Aos 14 minutos, Belusso recebeu boa enfiada de bola em contra-ataque e precisou apenas deslocar o goleiro para empatar o duelo. Coube a Júnior Dutra estufar as redes após rebote do goleiro dez minutos depois para recolocar o Avaí à frente e garantir a vitória para os donos da casa.
Com sete pontos a mais que o Brusque, o Avaí tentará expandir ainda mais a diferença para o segundo colocado na tabela na próxima quarta-feira, quando terá pela frente o clássico contra o Figueirense, novamente em casa. Já o Brusque correrá atrás do prejuízo também na quarta, contra o Almirante Barroso, também em casa. via Gazeta Esportiva

Os gols de Avaí 2x1 Brusque

| 0 comentários

Avaí defende invencibilidade

| 0 comentários
Líder e vice-líder do Campeonato Catarinense estarão frente a frente neste domingo, às 10h, na Ressacada. Enquanto o Avaí quer vencer para disparar na liderança e abrir uma larga vantagem para os demais times, o Brusque quer os três pontos para seguir com chances de ganhar a primeira fase da competição, que dá vaga na grande final. As duas equipes vêm embaladas. tanto no Estadual, quanto na Copa do Brasil, onde avançaram à segunda fase, em jogos disputados no meio da semana.
Quatro pontos separam Avaí e Brusque, e o Leão é o único time que ainda não perdeu na competição, tem quatro vitórias e um empate. O Bruscão já sofreu duas derrotas e venceu outras três partidas. Apesar disso, o técnico Claudinei Oliveira não quer saber de favoritismo, pelo contrário, ele acredita que o duelo será muito difícil.
- O Brusque é um adversário difícil, estamos enfrentando o segundo colocado do campeonato, tem que valorizar o trabalho que está sendo feito lá, valorizar também o trabalho do Mauro Ovelha, sem tirar os méritos do Pingo. Equipe forte na parte ofensiva, com força, chegada, e temos que estar atentos. Vai ser um grande jogo - disse o treinador do Avaí.
No lado do Brusque, o técnico Pingo volta à Ressacada dois anos após vencer o Avaí, mas na época comandando o Metropolitano, no Catarinense de 2015. Desde então, Pingo nunca mais pisou no gramado do estádio azurra. Para bater o Leão, ele acredita na boa sequência do Bruscão.
- Cada jogo que passa, a confiança dos atletas vai aumentando e o futebol melhorando. Vivemos uma sequência boa, contra adversários fortes. O jogo com o Avaí é uma decisão. Para nossas pretensões no campeonato temos que vencer - contou Pingo.
Avaí - Kozlinski; Gustavo Santos, Alemão, Betão e João Paulo; Ferdinando, Judson, Marquinhos e Diego Jardel (Caio Cesar); Denilson (Junior Dutra) e Romulo. Técnico: Claudinei Oliveira
Brusque - Rodolpho; João Carlos, Cleyton, Neguette e Willian; Mineiro, Carlos Alberto, Leilson e Eliomar; Ricardo Lobo e Jonatas Belusso. Técnico: Pingo. via Diário Catarinense

A primeira decisão do Avaí

| 0 comentários
"O turno do catarinense tem a primeira partida realmente decisiva. Avaí, líder, e Brusque, vice, fazem o jogo mais importante da rodada. O Leão tem total favoritismo, apesar do bom momento do time do técnico Pingo, com duas vitórias seguidas no estadual e classificação histórica na Copa do Brasil. Os problemas com lesões e a suspensão do lateral Capa podem atrapalhar Claudinei Oliveira.
Sem Capa, Luan e Leandro Silva o time perde bastante, principalmente nas laterais. O lateral esquerdo desde o ano passado é a jogada mais perigosa do Avaí. Já Leandro Silva começou a aparecer e tomar conta da posição de forma muito participativa. Gustavo Santos e João Paulo têm uma grande responsabilidade.
Mas, mesmo com as ausências, o Leão é o favorito para o jogo e para o título do turno, que não se define agora, mas pode estar em jogo na quarta-feira. Por isso que a Ressacada vai ser o palco da primeira decisão para o encaminhamento deste turno." Rodrigo Faraco via Hora de SC

Dúvidas e desfalques

| 0 comentários
Claudinei Oliveira terá três desfalques confirmados para encarar o Brusque, no domingo (19), às 10h, na Ressacada. O lateral-esquerdo Capa, que cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo, o volante Luan, que segue se recuperando de lesão na coxa e o lateral-direito Leandro Silva, com fadiga muscular. Além deles, Denilson e Diego Jardel ainda são dúvidas para o jogo. Tudo vai depender do treinamento deste sábado (18), o último antes da partida contra o Brusque.
Apesar da dor de cabeça para o montar o time, o comandante azurra sabe que o adversário de domingo requer atenção. Sob o comando do técnico Pingo, o Brusque vem na vice-liderança do Catarinense e embalado por uma classificação inédita para a segunda fase da Copa do Brasil, resultado conquistado diante do Remo, na quinta-feira.
"Oo Brusque é um adversário difícil, nosso jogo contra eles é o mesmo que tivemos contra a Chapecoense. É contra o segundo lugar do campeonato. Não podemos olhar o nome ou a camisa. Temos que olhar o bom trabalho que vem sendo feito no time deles". via Infoesporte

Sem palavras

| 0 comentários
Os do clã Pranteda, argentinos fanaticamente avaianos, já estão em terras de café preto com anchova frita. Na camisa, a mensagem que não precisa de palavras para ser entendida. Bem-vindos!

A decisão é com o Brusque, não o clássico

| 0 comentários
"Decisão é no domingo mesmo com o clássico de quarta-feira que vem, o Avaí precisa entender que o jogo de domingo vale o turno. Se vencer o Brusque, hoje vice-líder, é praticamente o campeão da primeira fase e encaminha a vaga na final do estadual. Escrevo isto porque os mais apaixonados vão dizer que o clássico sempre vale mais. É lógico que concordo com o tamanho que tem a rivalidade e o clássico Avaí x Figueirense. Mas neste caso a decisão é domingo, em confronto direto contra o Brusque na Ressacada. Não dá pra começar a pensar no clássico de quarta e esquecer a decisão de domingo - lugar comum, mas realidade absoluta neste momento." Rodrigo Faraco via Hora de SC

"Fazia tempo que não via um grupo assim"

| 0 comentários
Líder do Campeonato Catarinense, classificado à 2ª fase da Copa do Brasil, o Avaí tem um confronto direto contra o Brusque, domingo, às 10h, na Ressacada. Se vencer, o Leão encaminha o título do turno da competição. Poupado durante a semana, Marquinhos volta ao time titular para este duelo. Em entrevista, o meia falou sobre a atual fase e não poupou elogios aos companheiros.
- Nossa equipe não deve ser a melhor da história do Avaí, mas o que os caras batalham não é mole. Fazia tempo que não via um grupo assim, jogadores que compraram a ideia do treinador, e que sabem que tem que correr um pouco a mais por mim. Não vejo jogador bicudo, pelo contrário. Entenderam a causa e só fazem isso por mim porque mostro dentro de campo que sou útil.
O líder azurra também comentou sobre a importância de avançar na Copa do Brasil, já que o clube ganha um importante valor, o que ajuda na matuençao das despesas.
- Com certeza é importante passar de fase, tínhamos a obrigação de passar, mas às vezes você é surpreendido. Conseguimos manter a postura e fazer um bom resultado. Na segunda fase entra uma verba para ajudar, e isso é benéfico para o clube. Estamos com o salário em dia, premiação, tudo em dia. O bicho do ano passado está sendo pago em duas parcelas, a primeira já foi. Do lado da ponte para cá está tudo certo e cabe a gente dentro de campo manter essa boa fase para cada vez mais o torcedor vir à Ressacada e fazer o Avaí cada vez mais forte. via Diário Catarinense

Quem segura?

| 0 comentários
"A segunda fase da Copa do Brasil vai ter sim um time da Capital e é o Avaí. Não foi uma partida de brilhar os olhos, com show dentro de campo, mas teve o resultado necessário para avançar na competição. Diego Jardel e Romulo marcaram para o Leão, na noite desta quarta-feira (15). O ataque não foi o mais inspirado na partida, o que mais uma vez consagrou o Avaí foi o setor defensivo. E isso é característica do time de Claudinei Oliveira. Firmar a defesa.
Uma pergunta que continua é, por que Claudinei Oliveira opitou por Caio César ao invés de Lucas de Sá, se a substituição já era certa? O garoto Lucas tem mais bola que Caio e quando ganha oportunidade mostra mais futebol, ou seja, ainda não dá para saber a resposta dessa questão. Entre erros e acertos, o Avaí conquistou a vaga para a próxima fase, vai enfrentar o Luverdense, em casa e vai ter na conta mais grana.
Mudando as competições, domingo (19), é dia de Ressacada e Catarinense. O Brusque é o adversário da vez e o horário é um pouco diferente, as 10 horas da manhã. Claudinei pode ter a volta do capitão Marquinhos e Leandro Silva se torna dúvida. O lateral sentiu um desconforto muscular durante a partida desta quarta (15), pela Copa do Brasil, e  vai realizar exames. O Brusque É o segundo colocado na Competição, com nove pontos. O Avaí tem quatro pontos de vantages, mas é aquela coisa né, se quer o título, não pode dar sorte para o azar." Cacau Corazza via Infoesporte

Os gols de Desportiva 1x2 Avaí

| 0 comentários

Problemas pro duelo contra o Brusque

| 0 comentários
O jogo do líder contra o vice-líder. Esse será o duelo do domingo, 19, às 10h, na Ressacada. Mas, depois de vencer no meio de semana a Desportiva-ES, e avançar de fase na Copa do Brasil, o Leão voltou para Florianópolis com problemas.
O lateral-direito Leandro Silva e o meia Diego Jardel sentem dores musculares e podem ficar de fora do jogo. Leandro sentiu o adutor, e Diego o ombro. Os dois passaram por exames, e os resultados vão definir a gravidade da lesão. O mais provável é que eles fiquem fora dessa partida contra o Brusque.
Quem também não joga é o volante Luan, que segue entregue ao departamento médico. Pela Copa do Brasil, Ferdinando já atuou no lugar dele na vitória diante da Desportiva. Outro que fica fora da partida é o lateral-esquerdo Capa, que está suspenso. via Infoesporte

Coletiva pós-jogo de Claudinei Oliveira

| 0 comentários
"Em primeiro lugar que Copa do Brasil é assim, é bom a gente falar na hora vitória e não na derrota. A partir do momento que vira um jogo único tem que ser um padrão de gramado, tem que ter padrão de tudo, pois dificulta bastante. Todos os jogos do Catarinense eram jogos muito bons, com gramados bons. A CBF não enviou a bola da competição para o Avaí. A gente conheceu a bola no dia do jogo, e ela não tem à disposição para comprar na loja. É jogo único, mas tem que dar igualdade de condições. Um jogo desse tipo, não é só o mando que interfere, tem que tomar cuidado com isso."
Jogar com a vantagem - "Eu falei com os atletas que a gente é uma equipe acostumada, temos que aprender a jogar com o placar a favor, estava 2 a 0 e estávamos acelerando demais o jogo. Quando está ganhando por 2 a 0, não precisa ter “aquela” jogada... Então forçamos quando não tinha necessidade. É preciso nos adaptarmos. Na minha opinião não corremos muitos riscos, controlamos bem o jogo. Alguns momentos optamos por finalizar e, enfim, vencemos e classificamos, que é o mais importante. É uma verba que entra para o clube e é bem-vinda." (Além dos RS 440 mil pela participação na primeira fase, o Leão ganha mais R$ 500 por chegar na segunda)
Padronização da competição - "A chave é o que estamos falando da consistência defensiva da equipe. O volume deles se dava muito mais nas jogadas em bolas aéreas, e o Betão e o Alemão muito bem nesse quesito. Então a gente sofreu um pouquinho, é uma equipe alta, são jogadores altos, mas quando conseguimos colocar a calma para jogar e depois passa também pela adaptação. O jogo único é complicado, é preciso ter esse cuidado. Traz o pessoal, fala que a altura da grama é essa... o jogo tem que ser nivelado, senão fica complicado. Tudo isso é preciso ter cuidado, além do mando de campo tem algumas coisas que interferem."
Dedilson e Romulo, problemas com DM - "A gente não gosta de perder jogadores titulares. O Luan e o Leandro (Silva) estão muito bem, vamos esperar pelos exames. A gente joga em uma intensidade alta, estamos tirando o pé no treinamento. O Leandro teve um ano atípico ano passado, está pegando uma sequência de jogos muito grande. A gente não está podendo poupar alguns jogadores. Na Primeira Liga poupamos, e no Catarinense temos que jogar todos os jogos como se fossem os últimos. Agora é apostar no elenco, é chance dos jogadores mostrarem futebol, eles têm que ver isso como oportunidade. O Luan e o Leandro precisam recuperar, e os outros jogadores têm que se cuidar. A gente joga todos os jogos como se fossem os últimos."
Atuação de Ferdinando e Caio César - "Cumpriram o papel, jogaram o jogo contra o Londrina, estou satisfeito do que apresentaram. O Ferdinando mais experiente, o Caio mais jovem, a gente espera que eles continuem correspondendo, temos que usar esses jogos para usar esse elenco e eles aproveitaram para sabermos quem podemos contar com quem podemos contar no Brasileiro."
Volta de Vinicius Pacheco - "Está mais com a parte física, ele participa dos treinamentos, está abaixo ainda. Temos que ter cuidado, quando entrar em campo vai ser cobrado, então temos que cuidar, estamos loucos para contar com ele e ele também está louco para jogar. Está um pouco abaixo, não tenho previsão exata, está sendo feito trabalhos extras para nos ajudar."
Variações de jogo - "A gente não tem muito tempo para trabalhar variações, hoje a gente tem opções de jogar até com três atacantes, mas não temos muito para trabalhar. No sábado a gente tem que fazer trabalho leve, pois domingo temos jogo, então não dá para trabalhar muita coisa específica, quando tiver alguma semana cheia, que é só em março ,a gente possa colocar algumas coisas novas. A principio vamos manter, precisamos saber fazer duas coisas certas, não muitas. Então estamos tudo bem assimilados, bem definidos e é isso que é o segredo." Claudinei Oliveira via Globo Esporte

Avaí avança na Copa do Brasil

| 0 comentários
O Avaí está na segunda fase da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o Leão da Ressacada derrotou a Desportiva Ferroviária, do Espírito Santo, por 2 a 1, fora de casa, e garantiu a continuidade na competição. Os gols da vitória foram marcados por Diego Jardel e Romulo. Rael descontou.
Com a vaga assegurada, o Avaí terá pela frente o Luverdense, que saiu vencedor do confronto contra a URT. O time do Mato Grosso do Sul jogou como visitante e tinha a vantagem do empate, mas venceu por 2 a 1, com gols de Raphael e Ricardo. Allan Dias marcou para o time mineiro.
O jogo - Os donos da casa começaram a partida mais presentes no ataque. Antes do primeiro minuto, Wanderson quase abriu o placar, após bate-rebate dentro da área. A bola saiu por cima. Na marca de sete minutos, a Desportiva chegou mais uma vez. Lucas Valim cobrou escanteio Brian cabeceou na rede pelo lado de fora. Aos 17, Brian cruzou na medida para Rael, que testou para fora.
Apesar de ter criado as melhores chances no início, a Desportiva saiu atrás. Aos 26 minutos, Júnior Dutra fez jogada pelo meio e serviu Diego Jardel que, livre de marcação, bateu forte para colocar o Avaí na frente. Em desvantagem, a Tiva partiu para cima em busca do empate. Aos 34, Lucas Valim cruzou para Rodrigo Lacraia, que cabeceou para fora. Aos 45, Rael balançou as redes, mas a arbitragem assinalou impedimento do atacante e anulou o gol.
A partida seguiu equilibrada na etapa final, com as duas equipes buscando o gol. Mais tranquilo com a vantagem no placar, o Avaí mostrou mais concentração e chegou ao segundo na marca de 15 minutos. Romulo aproveitou cruzamento e, sozinho, teve tempo para dominar e tirar do goleiro.
Em situação complicada depois de sofrer o segundo gol, a Desportiva não desistiu e foi premiada pela insistência aos 27 minutos. Rael foi derrubado na área por Fagner Alemão e o árbitro marcou pênalti. O próprio Rael foi para a cobrança e não deu chances de defesa para Maurício Kozlinski.
Aos 33 minutos, o Avaí teve grande oportunidade de marcar o terceiro. Após contra-ataque rápido, Romulo ficou cara a cara com o goleiro, colocou no canto, mas acertou a trave. Na sequência, a Desportiva teve mais um gol anulado por impedimento. Desta vez quem estava em posição irregular era Lucas. Apesar da persistência dos donos da casa, a derrota e a eliminação não puderam ser evitadas. via Gazeta Esportiva

Uma imagem

| 0 comentários

Invicto no Catarinense

| 0 comentários
"O Avaí mantém os 100% de aproveitamento no Campeonato Catarinense. O empate não foi um resultado ruim, mas convenhamos, Marquinhos Santos perder aquele pênalti? O meia bateu mal e desperdiçou a chance da vitória do Leão. Além dessa bola, que poderia ter dado ao time da Capital os três pontos, o ataque foi inofensivo, não soube finalizar. Não foi um dos melhores jogos do Avaí, nada comparado à partida contra a Chape, na Ressacada. Foi sem sal.
Já que o ataque e a rede balançando não foram os destaques desta partida, o que sobressaiu foi a defesa azurra. Desde a chegada do comandante Claudinei Oliveira, esse é o setor mais seguro do Avaí. Mesmo com Gustavo de fora, Alemão e Betão estão fazendo uma boa dupla de zaga. Fora que o estilo de jogo que o técnico avaiano impôs, quando os atletas sabem atacar e defender, mostra o conjunto e assim é possível mudar algumas peças sem prejudicar os setores.
Agora é hora de mudar a chave, foco na Copa do Brasil. Hoje o Avaí enfrenta o Desportivo, no Espírito Santo. Marquinhos e Luan não devem entrar em campo e as opções para as posições são Caio César ou Lucas de Sá e convenhamos, o garoto Lucas apresentou mais futebol do que Caio. A boa notícia é que Denilson pode estar de volta. O fato é que, independente da escolha de Claudinei Oliveira, o Avaí tem apenas um jogo para passar ou não de fase na Copa do Brasil.
Se vai ser boa a nova fórmula é complicado saber sem vivenciar, mas que os jogos prometem ser mais pegados, ah isso é verdade! Aquele famoso "vai ou racha"." Cacau Corazza via Infoesporte

Avaí, equilíbrio para eliminar a Desportiva

| 0 comentários
O novo regulamento da Copa do Brasil não deixou margem de erro aos visitantes. Hoje o Avaí encara a Desportiva, em Cariacica, com a missão de não ser derrotado para avançar à segunda fase da competição. Um empate basta para a vaga e de quebra R$ 500 mil pela classificação.
Para engordar o caixa e manter-se na competição, o Avaí aposta na regularidade. Em 2017, a equipe manteve o padrão de resultados da última temporada, que garantiram o acesso. Com eficiência defensiva e oportunismo no ataque, a estratégia está mantida contra os capixabas.
A defesa é o ponto alto e, caso não sofra gols, o Avaí se classifica. Em 16 dos 24 jogos comandados por Claudinei Oliveira, o Leão não foi vazado. No Campeonato Catarinense, o time está invicto e ainda que não tenha o artilheiro Denilson, aposta na dupla Romulo e Júnior Dutra para balançar as redes.
Além do goleador, Marquinhos é ausência. O capitão foi preservado para atuar em dois jogos seguidos do estadual. O tema segurança esteve em pauta. Depois de uma primeira declaração do técnico Claudinei Oliveira, rebatida por Rael, da Desportiva, o comandante encerrou o tema, mas sem deixar de alertar para o cuidado.
- Treinador responde a treinador, jogador responde a jogador, não vou debater. Com o que eu falei, fui bem claro. Teve rodada do Campeonato Capixaba? Não teve, então não teve segurança. Respeito todas as torcidas, quero que tenham 10 mil pessoas lá. Eu falei que o torcedor não iria pela questão da segurança. Tomara que o estádio cheio, o torcedor faz o espetáculo - disse o técnico.
Hora e local: 19h15, estádio Engenheiro Araripe
Provável Avaí: Kozlinski; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Ferdinando, Judson, Caio César e Diego Jardel; Romulo e Júnior Dutra.
Arbitragem: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ) apita a partida, auxiliado por João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ) e Wendel de Paiva Gouveia (RJ). via Globo Esporte

Avaí anuncia pagamento de 14º

| 0 comentários
Os funcionários do Avaí terão um dinheiro extra em suas contas a partir de hoje. O clube anunciou que irá pagar o 14º salário, como forma de premiação pelo acesso à Série A do Campeonato Brasileiro na temporada passada. O anúncio foi feito a todos os funcionários do clube, na tarde de ontem, 14. O pagamento começa a partir de hoje. Para os jogadores que participaram da campanha, a premiação será paga em duas parcelas, sendo a primeira até 15 de março.
Segundo o presidente do clube, Francisco José Battistotti, esta premiação é um reconhecimento da diretoria ao esforço de todos na caminhada do ano passado, coroada com o acesso. "Foi uma união de forças contagiante, todos deram sua contribuição e sua energia para que aquele momento fosse coroado", finalizou Battistotti. via Infoesporte

Uma imagem

| 0 comentários

Marquinhos e as cobranças de pênaltis

| 0 comentários
"Desde os 4 minutos do segundo tempo do empate sem gols entre Joinville e Avaí, no domingo, que as redes sociais não falam de outra coisa: o pênalti perdido por Marquinhos. E a massa azurra fala justamente, em sua maioria, para defender o jogador, que converteu oito das nove cobranças que fez - um aproveitamento de 88,8% de 2014 pra cá.
Alguns torcedores mais críticos falam que o jeito do Galego cobrar, sempre no meio do gol, é errado. Porém, os números e o próprio jogador mostram o contrário.
- Bati como sempre bati, às vezes entra, a maioria delas entra. Não posso mudar, em time que está ganhando não dá para se mexer. Parabéns para o goleiro deles. Bom, claro que quando você tem um pênalti perdido, você sai chateado. Mas vamos levantar a cabeça - disse Marquinhos após a partida.
Se é certo ou não, a bola estava entrando. O gol do acesso saiu assim e apenas uma vez, desde 19 de maio de 2014, quando bateu forte rasteiro contra o Atlético-Ib, M10 arriscou chutar no canto. Foi no dia 22.11.2014, quando marcou o gol da vitória por 1 a 0 em cima do Santa Cruz, no Arruda.
O Galego bateu no canto esquerdo (direito do goleiro), com força e rasteiro. Caixa. Uma semana depois, na Ressacada, encheu o pé para bater no meio do gol e marcar o gol do acesso à Série A em 2015 (com toda aquela combinação maluca de resultados ajudando)." Jorge Jr. via Hora de SC