Os gols de Avaí 2x1 Luverdense

| 0 comentários

"O Avaí faz coisa, mas é preciso batalhar"

| 0 comentários
Poucos conhecem o Avaí tão bem quanto Marquinhos. Feliz por poder estar novamente dentro de campo, auxiliando os companheiros, ele tratou de destacar a maneira como o grupo avaiano batalhou para buscar a vitória diante do Luverdense. O gol de Rômulo foi feito somente aos 46 minutos do segundo tempo, e o meia entende que o clima tende a melhorar no Leão.
Marquinhos explicou que “somente a camisa” do Avaí não irá ganhar os jogos. Será preciso exibir muito mais caso a equipe deseje chegar mais longe na Série B do Brasileiro. Porém, o jogador gostou da entrega dos companheiros: "O Avaí faz coisa, é como o torcedor fala, mas é como eu falei, mas desde que o jogador batalhe até o final, a camisa sozinha é grande, mas não corre, não bota para dentro, temos que batalhar, fomos premiados." 
Marquinhos sabe que ainda há muita coisa a ser corrigida na equipe. A exibição diante do Luverdense deixou a desejar em alguns aspectos, porém, os próximos dias devem ser mais tranquilos por conta das duas vitórias seguidas: "Ter duas vitórias (seguidas) na Série B é difícil, então enquanto houver chance, a gente vai acreditando. Agora é se distanciar do pelotão de trás, então é melhorar. O mais importante é a vitória, corrigir na vitória é melhor. Jogador tem que acreditar, acreditar em si, é o que a gente sabe fazer, é jogar futebol. Temos muito a melhorar com o Claudinei, mas como falei, na vitória é muito melhor corrigir os erros. A gente começa a acreditar nas coisas." via Globo Esporte

Coletivas pós-jogo de Claudinei Oliveira

| 0 comentários
"Tem coisas para ajustar, poderíamos ser melhores na partida, não dá para jogar tudo sobre os jogadores, é pouco tempo de trabalho. Então vamos aos poucos colocando as nossas ideias. O importante é que fomos premiados pela luta, a torcida quando deu 40 minutos do segundo tempo, incentivou ainda mais, fomos até o final, e a melhor coisa que tem, é arrumar as coisas com vitória."
Ajustes - "Tem coisas para ajustar, poderíamos ser melhores na partida, tenho consciência disso, não dá para jogar tudo sobre os jogadores, é pouco tempo de trabalho. Então vamos aos poucos colocando as nossas ideias."
Estreia com vitória - "Sempre é bom estrear com vitória. Se não foi um futebol tão brilhante, mas jogamos com uma equipe dura e conseguimos uma vitória importante, o que dá uma tranquilidade para o próximo jogo. Temos muito a melhorar, mas pelo empenho de todos e comprometimento de todos, e a gente tem que construir essa unidade do grupo para continuar vencendo."
Busca de consistência - "A gente não pode mudar muito o time todo de um jogo para o outro, o ideal é você encontra a formação ideal, e depois corrigir as falhar. A gente tem que ter essa inteligência, não tenho compromisso com nenhum esquema tático. Eu vou fazer o que é o melhor, a gente tem que achar um caminho e encontra os jogadores que têm e ajustar o esquema. Temos que ajustar a linha defensiva e ofensiva, procurar o equilíbrio."
Mais finalizações - "Hoje com dois minutos finalizamos duas vezes, temos que finalizar mais, dá para melhorar, creio que tivemos uma evolução. Devemos ter finalizado mais que os outros jogos, é preciso ter consistência defensiva, mas que a gente incomode o adversário. Dentro de casa a gente tem que ter alternativa para propor o jogo e dar volume para incomodar o adversário."
Sétima estreia, sem derrotas - "Não sei, é nunca perdi em estreia. É verdade. O mérito é dos atletas, eles se esforçaram até o final, não desistiram, todo mundo orientando e o importante é isso. A entrega de todos. Foi o comprometimento deles que fez com que a equipe fosse vencedora. Cheguei há pouco, mas espero que possa ter contribuído com alguma coisa, na humildade de ouvir as pessoas, ter dado alguma orientação, mas o mérito é dos atletas." Claudinei Oliveira via GE

Avaí vence segunda consecutiva

| 0 comentários
Ontem Leão da Ilha mostrou sua força. Jogando em Florianópolis, o Avaí derrotou o Luverdense por 2 a 1, com o gol da vitória marcado aos 45min do segundo tempo. A partida, válida pela 22ª rodada da Série B Campeonato Brasileiro, teve seu placar modificado por Romulo, que marcou duas vezes para os anfitriões, e Tozin, que descontou para o Luverdense. O triunfo quebra uma sequência de quatro jogos sem derrotas dos mato-grossenses.
Com a vitória, o Avaí foi a 29 pontos na tabela, conquistados em oito vitórias e cinco empates. O Luverdense se manteve nos 28 pontos. Na próxima rodada, a equipe de Mato Grosso enfrentará o Paysandu. A partida está marcada para essa sexta, às 21h30, no Passo das Emas. O Leão da Ilha irá a Fortaleza enfrentar o Ceará, no domingo, às 18h30.
Logo no início da partida, os donos da casa deram trabalho para o goleiro Diogo Silva. Aos 2min da etapa inicial, Willian soltou uma bomba, obrigando o arqueiro a espalmar para escanteio. Na sequência, Marquinhos cobrou, mas a finalização do ataque alviceleste não foi efetiva.
O Luverdense passou então a valorizar o toque de bola. Passados 9min do primeiro tempo, a equipe teve sua primeira boa chance na partida. Sérgio Mota chutou firme, e a bola passou tirando tinta do gol de Renan. Na sequência, o time mato-grossense teve boas chances, até a a metade do tempo.
Quando o relógio marcava 25min, foi a vez do Avaí. Marquinhos e Rômulo tabelaram até a entrada da área, quando o atacante do Leão chutou e marcou um golaço. Dois minutos depois, os anfitriões desperdiçaram boa chance com Tatá, que chutou a bola pela linha de fundo.
No segundo tempo, Marquinhos levou perigo novamente ao gol do Luverdense. Em cobrança de falta, o meia cobrou bem, mas a bola explodiu no travessão, aos quatro minutos. A equipe adversária respondeu, e nos dois minutos seguintes, perdeu duas chances, uma com Sérgio Mota, por cima do gol, e outra com Tozin, que cabeceou para Renan defender.
Aos 20mi da etapa complementar, veio o empate mato-grossense. Tozin aproveitou a sobra na área, depois que a bola tocou em Fábio Sanches, para chutar sem defesa de Renan. O Avaí ainda tentou o segundo gol, mas Diogo Silva salvou o Verdão.
Porém, Rômulo voltou a brilhar ser o nome do jogo. O atacante catarinense aproveitou o rebote do arqueiro do Luverdense para enterrar a bola na rede, virando a partida aos 45 minutos da etapa complementar, garantindo a vitória da equipe de Florianópolis.
Avaí: Renan; Fagner Alemão, Fabio Sanches, Betão, Capa; Luan (Romarinho), Marquinhos (Diego Jardel) e Renato; Tatá, Romulo e William (João Filipe). Cartões amarelos: Tatá e João Filipe, do Avaí. Cartão vermelho: Raul Prata, do Luverdense. via Gazeta Esportiva

Gol com twist carpado

| 0 comentários
Um jogador amador da Columbine High School (EUA) marcou gol  acrobático. O garoto Dylan Prichett-Ettner recebeu lançamento em velocidade e na entrada da área fez o inesperado: para evitar o choque, deu um salto mortal de frente passando por cima do goleiros adversário e empurrou a bola para as redes. Pena que o bandeirinha já havia anotado o impedimento. via Veja

Quatro sinais para a vitória

| 0 comentários
1. Tem estreia no comando técnico: Claudinei Oliveira vai comandar o Leão pela primeira vez e, durante os treinos, parece ter se alinhado bem com o grupo. Ele foi apresentado após a demissão de Silas e disse que não vai "reinventar a roda" no Avaí, mas busca um novo modelo de jogo para o time.
2. Marquinhos deve estar entre os titulares: No coletivo comandado por Claudinei, Marquinhos apareceu entre os 11 primeiros escolhidos. O meia azurra foi preservado da última partida, mas se está cotado para começar jogando, é porque está bem fisicamente - e Marquinhos em campo é sempre uma boa para o Leão.
3. Formação ofensiva: Tatá, Romulo e William tem a missão de fazer gols para o time, que deve ter Renan; Alemão, Fabio Sanches, Betão, Capa; Luan, Renato, Marquinhos; Tatá, Romulo e William.
4. Tem tabu para ser quebrado: Embalado por ter acabado de quebrar o tabu de não vencer fora de casa, o Leão tem tudo para quebrar outro. O Luverdense não perde há quatro partidas, mas vem com dois desfalques. via Infoesporte

Avaí e Luverdense focam recuperação

| 0 comentários
Duas equipes tentando consolidar sua reação no campeonato. É assim que deve ser o cenário para Avaí e Luverdense, nesta próxima terça-feira, na Ressacada, em duelo válido pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Após vitórias no compromisso mais recente no torneio, encerrando sequências negativas, os dois clubes planejam embalar e seguir com os bons resultados.
Pelo lado dos catarinenses, além da vantagem de atuar dentro de casa, há o destaque do atacante Rômulo, principal artilheiro da equipe na competição, com cinco gols no torneio, e que ajudou na vitória diante do Sampaio Correa na última rodada, marcando o primeiro tento do triunfo por 2 a 1. O jogador novamente deverá ser grande arma ofensiva a favor do Leão.
O placar contra o time de São Luís, inclusive, encerrou a sequência de dois resultados ruins nas partidas anteriores e que já fazia o Avaí olhar com cautela para as posições mais baixas na classificação. A situação, entretanto, ainda não é das mais confortáveis, e no momento o time ocupa a 14ª posição com 26 pontos, cinco a mais que o Bragantino, o primeiro dentro da degola.
Em situação parecida está o Luverdense, que voltou a vencer após um período extenso de jejum, e agora respira na classificação. A importante vitória sobre o Bragantino em casa fez o time ganhar posições e adquirir confiança para o decorrer do campeonato, já que aplicou nos paulistas goleada convincente por 4 a 0. Os 28 pontos alcançados e o salto para a 11ª posição agora já permitem fazer com que a equipe de Lucas do Rio Verde pense mais alto, e ao invés de se preocupar com o descenso, possa olhar com ambição para a metade de cima da tabela. via Gazeta Esportiva

Marquinhos deve ser a novidade

| 0 comentários
O meia Marquinhos pode ser a grande novidade do Avaí na partida de hoje, às 19h15min contra a Luverdense, pela 22ª rodada da Série B. O ídolo azurra passou uma cirurgia no joelho no final de 2015 e, desde então, ficou afastado dos gramados. Contra o Bahia, na primeira rodada do returno, o ídolo entrou em campo. Contra o Sampaio Corrêa foi poupado.
- Conversamos com o Marquinhos e com o departamento médico do clube. Ele se sente apto então a ideia inicial é começar com ele. Vamos testar algumas mudanças na equipe, de comportamento e posicionamento, de algumas situações que acho fundamentais de coisas que eles está acostumados a fazer de um jeito, mas que eu prefiro de outro - disse o treinador.
Além de Marquinhos, o atacante William é outro que iniciar a partida como titular. Apesar de estar há três meses sem marcar gols, o novo comandante do Leão acredita na recuperação do atleta.
- William precisa de oportunidade para retornar, temos que resgatar o William, é um grande jogador. Acho que o Romulo briga bastante, o Tatá é um jogador que eu gosto também. Temos que buscar finalizar e arrematar mais a gol, fazer a bola passar mais na área, só ter a posse a bola não adianta, não te dar a vitória - completou Claudinei. via Diário Catarinense

Uma imagem

| 0 comentários

Avaí tenta retomada na Ressacada

| 0 comentários
O técnico Claudinei Oliveira comanda o Avaí pela primeira vez nesta terça-feira. Apresentado na última semana, o treinador fica à frente da equipe diante do Luverdense, na Ressacada, às 19h15. O duelo válido pela 22ª rodada da Série B marca a tentativa de retomar as vitórias dentro de casa após bons números no turno.
Na primeira metade da competição nacional, Leão da Ilha teve seis vitórias, dois empates e apenas uma derrota - para o Joinville - nos nove jogos com o apoio da torcida. A equipe, então comandada por Silas, terminou com um aproveitamento de 74%.
O panorama do returno, no entanto, começou diferente. Na Ressacada, pela primeira rodada, derrota para o Bahia por 3 a 0 e que provocou a mudança de treinador. Diante do Luverdense, Claudinei Oliveira busca a estreia com o pé direito. via Globo Esporte

Claudinei testa Avaí com três atacantes

| 0 comentários
Ontem o técnico Claudinei Oliveira fez o seu primeiro treinamento coletivo. De olho na partida contra o Luverdense amanhã, às 19h15, na Ressacada, ele testou possíveis formações titulares. E, caso confirme aquilo que trabalhou, o Leão terá algumas mudanças em comparação ao time que venceu o Sampaio na última rodada da Série B.
O domingo de sol foi aproveitado como preparação para o jogo diante do Luverdense. Claudinei realizou o seu primeiro trabalho coletivo desde que chegou ao clube. Marquinhos e William foram as principais novidades, exibindo que o técnico pretende contar com a dupla experiente do Leão.
Na Ressacada, o técnico testou, no começo da atividade, a seguinte formação: Renan; Alemão, Fábio Sanches, Betão e Capa; Luan, Renato e Marquinhos; Tatá, William e Rômulo. Na segunda parte, o trio ofensivo foi alterado, com a saída de Marquinhos, Tatá e Rômulo. William seguiu no comando de ataque, mas com a presença de Diego Jardel, Menezes e Jajá. Janniter de Cordes via GE

We’re the superhumans

| 0 comentários
Esse é o anúncio do canal de TV Channel 4 para dar apoio à equipe britânica nos Jogos Paralímpicos do Rio. Embalado por uma canção cativante, o vídeo mostra os atletas competindo e em suas tarefas diárias, com a intenção de mostrar como eles são heróis genuínos dentro e fora do esporte que praticam. Vale a pena assisti-lo, pois a música é ótima e as cenas inspiradoras. via Updateordie

Resumo da Semana

| 0 comentários
Marquinhos - O ídolo azurra voltou aos gramados no último sábado, diante do Bahia. O meia iniciou a partida no banco de reservas e entrou no segundo tempo. Na terça-feira (23), contra o Sampaio Corrêa, Marquinhos foi poupado.
Silas - A derrota dentro de casa para o Bahia, no último sábado, resultou na demissão do técnico Silas. O treinador chegou ao Avaí no dia 31 de março. Em 28 jogos no comando do time, foram oito vitórias, seis empates e 14 derrotas, um aproveitamento de 35,7% dos pontos.
Evando - Como técnico interino, Evando comandou o Avaí diante do Sampaio Corrêa, na terça-feira.
A primeira - Foi em São Luis que o Avaí conquistou a primeira vitória fora de casa pela Série B desta temporada, vencendo o Sampaio Corrêa por 2 a 1, com gols de Romulo e Lucas Coelho.
Betão - O zagueiro de 32 anos estreou na terça-feira, contra o Sampaio Corrêa.
Claudinei Oliveira - Anunciado na quarta-feira e apresentado oficialmente na quinta, Claudinei Oliveira é o novo técnico do Avaí. O treinador de 46 anos já trabalhou com o Santos, Goiás, Atlético Paranaense, Vitória e, por último, o Paraná.
De casa - A nova comissão técnica foi formada pelos profissionais que já trabalhavam no Avaí. Evando como auxiliar técnico, Jaelson Ortiz preparador físico e André Croda, preparador de goleiros.
Luverdense - O próximo desafio pela Série B será na Ressacada, diante do Luverdense, na terça-feira (30), às 19h15. Os ingressos para a partida já estão à venda. via Infoesporte

Convocado para a Seleção sub-17

| 0 comentários
Boa notícia na Ressacada. O goleiro Leonardo Sulzbach, o Léo, de 16 anos, foi convocado para participar de dois amistosos com a seleção brasileira sub-17. De acordo com o Leão da Ilha, é a segunda vez que o jovem vai vestir a peça amarelinha. Agora, o desafio do jogador azurra será contra o Uruguai, em partidas marcadas para os dias 6 e 8 de setembro. Gabriel, do time principal, foi chamado pela CBF na semana passada. No caso dele, a categoria é sub-20. via Globo Esporte

Primeiro coletivo de Claudinei

| 0 comentários
"Vencer todas é difícil, mas nós vamos entrar em todas as partidas para vencer". As palavras de Claudinei Oliveira inspiraram confiança na sua apresentação como novo ténico do clube. Agora, é ver o que vai se confirmar dentro de campo.
Ontem o treinador azurra comandou o primeiro trabalho com os jogadores do Leão e montou um time com 12 jogadores. A escalação tinha Renan; Alemão, Fabio Sanches, Betão, Capa; Luan, Menezes, Renato, Marquinhos; Romulo, William e Tatá.
Também nessa semana quinta-feira) o Avaí realizou um jogo treino contra o Almirante Barroso. Os atletas que entraram em campo foram os que atuaram menos de 70min. O time começou perdendo, mas virou, com duas assistências de Marquinhos - e com direito a golaço de Tatá. via Infoesporte

Que comecem os jogos

| 0 comentários

Novo comandante na área

| 0 comentários
"Claudinei Oliveira novo técnico Avaiano, ele estava parado há três meses e o último clube que treinou foi o Paraná Clube. Tem 46 anos de idade e é como técnico ainda é novo, esse é o oitavo ano de Claudinei na profissão. Mas será que isso é um problema? Não sabemos ainda.
O fato é que ele não tem títulos como técnico do profissional, mas tem quatro com as categorias de base. Ele disse na coletiva que sabe trabalhar com atletas em formação, o que é bom já que o plantel do Avaí tem bastante guri novo e a base do Leão também tem suas peças raras.
Se ele vier para fazer o simples, sabendo que o elenco é limitado e que o campeonato do Avaí neste ano, é a permanência na Série B, ele pode trazer alegrias ao torcedor Azurra, até porque a torcida já está cansada de incentivar o time e passar vergonha.
E sobre a primeira vitória do Avaí fora de casa na Série B, Evando conseguiu organizar um time que foi melhor em campo, contou com a experiência de Betão e Fabio Sanches, criou mais e soube segurar o resultado." Cacau Corazza via Infoesporte

"Temos chances, sim"

| 0 comentários
Novo técnico, vida nova. Esse é o sentimento que paira sobre a Ressacada desde a chegada de Claudinei Oliveira. Apresentado oficialmente ontem, o novo comandante mostrou confiança na recuperação do time no campeonato e disse que é possível brigar pelo acesso à primeira divisão.
"Temos chances, sim! Trabalhando o dia-a-dia. Nossa primeira meta é nos distanciar do grupo de baixo e aí então olhar só para cima, para começar a poder arriscar. Vim para fazer uma boa campanha com o Avaí. Série B é uma competição que uma sequência de vitória pode já te deixa numa situação mais confortável e não tem nada que impeça de conseguirmos isso", disse ele. 
Claudinei começou a carreira de treinador no Santos, onde exercia a mesma função nas categorias de base. Do time principal do Santos, ele foi para o Goiás, e depois passou por Paraná, Atlético-PR, Vitória e, no início desse ano, estava mais uma vez no Paraná. Sobre o projeto do Avaí, Claudinei preferiu não falar em desafio, mas sim, em oportunidade. 
"Treinar o Avaí não é um desafio e sim uma grande oportunidade. Quero trabalhar aqui e ser reconhecido pelo bom trabalho com a equipe. Espero poder realizar meu trabalho por um longo período no Clube", afirmou o novo comandante azurra. via Infoesporte

Claudinei Oliveira chegou bem ao Avaí

| 0 comentários
"Claudinei Oliveira chegou bem. Na entrevista coletiva falou que não era um desafio estar ali, mas uma grande oportunidade na carreira. Era o que o clube precisava neste momento. Alguém eu visse no Avaí, com todas as dificuldades que o clube tem, uma grande chance. Alguém que apostasse em si mesmo. Talvez tenha sido o que faltou a Péricles Chamusca, que não quis encarar os problemas.
O Avaí é sim uma oportunidade para qualquer profissional jovem. Claudinei tem 46 anos, jovem na profissão de técnico, apesar de experiências em clubes como o Santos e o Atlético-PR. Além disso, ele foi realista sobre tudo o que pode ser feito ainda na temporada. Nada de vender sonho para o torcedor. Agora é acompanhar o trabalho, pois só os resultados vão dizer se ele vai ter uma boa passagem aqui." Rodrigo Faraco via Diário Catarinense

Os desafios de Claudinei

| 0 comentários
William - O técnico terá o desafio de recuperar o atacante William, um dos ídolos do torcedor. O atacante sofre com a seca de gols - ele não marca há 15 partidas na temporada.
A defesa - A defesa do Avaí é uma das mais vazadas da Série B do Brasileiro. São 27 gols sofridos, sendo a terceira pior neste quesito. Nos últimos três jogos, por exemplo, foram sete gols sofridos - em duas derrota e uma vitória.
Ser um visitante - O Avaí tem apenas uma vitória nesta Série B do Brasileiro como visitante - justamente no jogo anterior à chegada de Claudinei, diante do Sampaio Corrêa. Se tem um bom desempenho dentro de casa, com apenas duas derrotas, o Leão sofre para pontuar na competição longe da Ressacada. Se quer algo mais na Série B, é preciso mudar este cenário.
Poucos recursos financeiros - O Avaí sofre com esse problemas e não é de hoje. O clube tem dificuldades para ficar em dia com seus atletas e demais departamentos. No último ano, foram meses de salários atrasados, o que refletiu no investimento da atual temporada. Por isso, se o profissional desejar reforços, será difícil de trazer mais algum nomes para o grupo. via Globo Esporte