Avaí e regularidade, tudo a ver

|
Faltando 12 rodadas para o seu final, já se pode afirmar com convicção que estamos na reta final da série B na temporada 2014. Não há mais tempo e espaço para bobeiras, distrações, perda de foco no que se refere ao objetivo máximo dos que estão na ponta da tabela: o acesso para a série A.
Foto Jamira Furlani - Divulgação Avaí FC
O Avaí vem bem, acumulando 49 pontos, 12 jogos de invencibilidade e a vice-liderança na tabela. Situação que pode mudar hoje diante do Náutico, na Ressacada, já que uma vitória garante o Maior de SC na primeira posição isolada. Mas é bom ficar atento, pois com 38 pontos o Timbu do Nordeste ainda sonha com voos mais altos na competição.
Se Geninho é o desfalque do compromisso de logo mais às 16h20 (será substituído pelos auxiliares Ridênio Borges e Ricardo Henry), o torcedor tem alguns bons motivos para pré-comemorar. Eduardo Neto, suspenso, cede sua vaga para Eduardo Costa, que vinha fazendo muita falta. Além disso, o lateral Carleto, recuperado de lesão, e Bruno Mendes, atacante recém-contratado, estarão no banco.
A tranquilidade também reina no bolso do elenco, já que ontem o clube recebeu R$ 1,4 milhão referente parte do valor pela desapropriação de um dos três terrenos para ampliação do acesso ao aeroporto Hercílio Luz. Com essa boladinha a diretoria quitou os salários do mês de agosto, até então atrasados, e com isso injetou aquele "dopping moral" que costuma fazer muita diferença na cabeça dos boleiros.
Como dito no início, com uma vitória sobre o Náutico, hoje o Avaí pode pular para a liderança da série B, o que é sempre um motivo a mais de satisfação e otimismo para todos. Entretanto, esses três pontos terão importância maior no que se refere a regularidade da equipe no campeonato, o que normalmente permeia a campanha de clubes sem o poderio financeiro do Vasco, por exemplo, que recebe bem mais que os R$ 4 milhões do Avaí como cota de TV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário