Semana decisiva para o Avaí

|
Com o baixo rendimento das últimas quatro partidas, é claro que Geninho partiria para algumas alterações em seu time-base. Quando uso a palavra "claro", é por se tratar de um técnico experiente, que não tem mais nada o que provar e pode, sim, realizar as mudanças que julgar serem necessárias para os diferentes momentos de cada um de seus comandados. Fosse outro, "morreria" no campeonato por medo de mexer e perder o controle do grupo, como já vimos antes na Resssacada.
Geninho apertou "aquele" botão - Foto Avaí
O fato é que Geninho apertou o botão do foda-se e quando percebeu que Bocão e Heltinho realmente atingiram o seu limite de elasticidade sacal. Ato contínuo perdem a vez para Marrone e Carleto. Essa movimentação de peças, somada a entrada do zagueiro João Felipe na vaga do meia Diego Felipe, apontam para um reforço na parte defensiva de maneira a não sair de Campinas com uma derrota.
Se o empate com a Ponte Preta não é o melhor dos resultados, que pode inclusive representar a entrega da 4ª posição na tabela para o Ceará, é fato que o Avaí terá ainda sete rodas finais para recuperar-se desse meio-revés. Geninho sabe disso, entende que a partida de amanhã vale muito em termos de pontuação e, sobretudo, a autoconfiança tão importante para a reta final da série B. Nessa semana o Leão decide o que ainda quer de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário