Avaí vence e ainda está no páreo

|
Só a vitória interessava e foi exatamente isso que o Avaí fez ontem à noite ao vencer a Portuguesa por 2x0 na já conhecida "bacia das almas" do Sul da Ilha. Jogo tecnicamente ruim, uma partida quase inteira de sofrimento para o torcedor, testes e mais testes de Geninho, até que aos 25min da etapa o garoto Rômulo, saído das categorias de base há uma semana, saiu do banco de reservas para mudar mais um desastre que se anunciava em plena Ressacada. Com velocidade, passou pelos seus pés as duas bolas que foram concluídas a gol por Marquinhos e Anderson Lopes.
O "gerente" Marquinhos - Foto Jamira Furlani
Aos trancos e barrancos, com bem mais transpiração que inspiração, cavocando o gol en ritmo de "vamu lá, vamu lá", o importante foi quebrar a indesejável sequência de seis jogos sem vitória e continuar no páreo com vistas ao acesso.
A situação ainda é complicada, os adversários de cima da tabela não querem largar o osso, o Avaí não depende de si e ainda fecha o campeonato com duas senhoras carnes de pescoço: Santa Cruz no Recife e Vasco da Gama em Florianópolis. Até lá Eduardo Costa, Eduardo Neto e principalmente Diego Jardel podem refletir bastante para fazer evoluir essa bolinha mixuruca que andam jogando.
Até agora o Avaí venceu 16 jogos dos 36 que disputou, o que nos faz lamentar as duas dezenas de pacotes de leite derramados ao longo do campeonato. Apenas um ponto a mais nestas 20 partidas "desperdiçadas" e hoje estaria no G4 dependendo apenas de suas próprias forças para atingir o Olimpo do futebol brasileiro. Sobre Marquinhos ter se destacado nessa semana como um belo Gerente de Futebol e Geninho estar chateado com o afastamento de Bocão e Diego Felipe, sobre isso a gente conversa amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário