Marquinhos, de vilão a herói

|
Décio Sarda - Conselheiro do Avaí
"Estou pensando no acesso do Avaí à série A e no meu acesso de raiva por ter duvidado do acesso. Claro, as conversas, e não eram fiadas, davam-me razões para não ir ao estádio e nem confiar no sucesso. Ouvindo o nosso treinador, me conformei. Ele afirmou que, se a diretoria não tivesse conseguido os recursos para colocar o salário em dia, o time não teria subido, como não subiu no ano passado pelo mesmo motivo. O Príncipe Loiro, líder e participante direto no teatro montado no ano passado e neste ano, deve ter um santo muito forte. De vilão passou a ser o herói da conquista. Seu desafeto no ano passado, campeão da série B, deste. Será que eu estava errado e continuo errado pensando mal deste príncipe ídolo da turma do parapeito? Sei lá. No ano que vem vou continuar a ir ao estádio e sentar-me na cadeira 101 ao lado do Ademir e do Rafa". Décio Sarda via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário