No futebol de SC é cada um por si

|
É curioso ainda ler e ouvir torcedores reclamando da RBS pelas cotas que paga aos clubes de SC pelo direito de transmissão do Campeonato Estadual. Ainda que o ser humano careça do eterno embate entre o bem e o mal para se sentir heroicamente incluso num contexto histórico qualquer, me parece que as metralhadoras verbais devam ser redirecionadas para outro foco.
Falando em ação no atacado, há uma semana, assim que eleito presidente da Associação de Clubes de Futebol Profissional de SC, Nilton Macedo se apressou em declarar que a questão dos valores de cotas de TV é um assunto já resolvido, aceitando dos R$ 500 mil por toda a competição.
No varejo, ontem o comentarista esportivo Elton Carvalho, de Joinville, informou que o Joinville negociou e selou solitariamente o seu acordo com a Globo pelos direitos de transmissão da Série A, algo em torno dos R$ 20 milhões. Mas não são quatro os representantes catarinenses na série A? Sim, mas é cada um por si ou, farinha pouca, meu pirão primeiro. As TV's agradecem tanta desunião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário