A entrevista mais dolorida

|
Ouvi toda a entrevista de ontem do presidente Nilton Macedo, fazendo um espécie de mea culpa pelo erro grosseiro cometido no caso que resultou a perda de seis pontos do Avaí no campeonato e a consequente classificação antecipada para o chamado "quadrangular da morte".
Basicamente explicou que o contrato de Antônio Carlos finalizado na última sexta-feira, não pôde ser gerado no mesmo dia por problemas no servidor da Ressacada e por isso foi levado até ele para assinatura apenas ao meio dia desta segunda-feira. Nesse meio tempo houve a participação do zagueiro diante do Marcílio Dias, no domingo e sem registro legal, e foi aí que a porca torceu o rabo.
Algumas considerações
.
Nilton merece elogios por ter dado a sua cara a tapa, vir à público falar sobre a grande mancada burocrática sem ter enviado Chico Lins, o tradicional "boi de piranha" das horas ruins.
. Presume-se que o moço do registro tenha sido sequestrado na sexta-feira, ficando incomunicável até segunda-feira, já que nada foi informado em tempo hábil sobre o problema no servidor.
. Agora se sabe que a repetida frase institucional "aqui a gente só apresenta jogador após contrato assinado e nome publicado no BID" é apenas uma intenção, não um padrão administrativo.
. Bacana não recorrer por entender que não há o que contestar. Atitude que deveria ter sido tomada também após a partida diante do Boa Esporte no ano passado, quando o mesmo Antônio Carlos chamou o adversário de "macaco do caralho" e a direção lutou para provar que teria sido "levanta, malaco". A sinceridade de hoje pode sensibilizar o tribunal a não cobrar a multa de até R$ 100 mil.
. Por fim, uma declaração difícil de entender. Nilton assumiu toda a responsabilidade, tomou sobre seus ombros o ônus da patacoada interna, mas em seguida afirmou que os responsáveis (?) serão demitidos. Como um presidente não pode ser demitido e e ele próprio não cogita largar o cargo (era só o que faltava), o que significa na prática assumir toda a responsabilidade? Meu chute: fora uma ou duas cabeças que rolarão, fica mantido o modelo con-ti-nu-i-da-de de gestão empresarial.

2 comentários:

moavaiano disse...

Boa tarde! já chegaram dois patrocinadores master para estampar na camisa, na frente incompetência e atrás amadorismo;abrç. MoAvAiAno

Sergio Nativo disse...

O contrato de Antônio Carlos finalizou sexta-feira, mesmo não tendo assinado nada (foi levado até ele para assinatura apenas no meio dia da segunda-feira) não avisou ninguém e deixou que o jogador entrasse em campo. Teve sábado e domingo para comunicar o pessoal e cobrar e deixou passar batido. Tanso. Esta demitido! Como não pode se demitir, vai renunciar?

Postar um comentário