Avaí, de primeira

|
Coletiva de Geninho, via Globo Esporte - "Acho que em relação ao que aconteceu no jogo, foi bom. Não teve um primeiro tempo bom, mas a gente esperava isso, o encaixe não era o ideal, a produção individual e alguns erros nossos permitiu eles fazerem os gols. No segundo tempo encaixamos o lado esquerdo, marcamos a bola enfiada, colocamos velocidade e empatamos. Tivemos duas bolas na trave, um pênalti que foi um absurdo não ter dado e em cima de tudo isso, foi bom. Aí com uma arbitragem deficiente, os jogadores ficam com os nervos à flor da pele e deixou o jogo mais nervoso.
A importância do primeiro gol - Começamos muito mal, com alguns vacilos, aí fica ruim você correr atrás contra um time com entrosamento infinitamente superior. E no segundo tempo fomos melhores, encaixamos e ficou um jogo igual. Foi bom isso, pelas circunstâncias, sem falar do pênalti, mas não vou falar muito porque posso ser suspenso.
As substituições - Nesse início você tira quem está mais cansado. A gente tem que elogiar o Ronaldo Alves, o Tinga, estão há uma semana, agradecer pelo que fizeram. O Renan Oliveira deu uma parada e coloquei um jogador para a transição, a mesma coisa com o Rômulo, que não acompanhava. E o Eltinho levou uma pancada e entrou o Sander.
Projeção contra o Criciúma - Vai ser muito difícil esse começo, ainda mais com essas mudanças que tenho que fazr. Vamos nos acertando aos poucos, vou ter dificuldade contra eles, mas vou ver algumas evoluções, um Avaí melhor e espero que aconteça no decorrer do campeonato.
Acerto na defesa - Eu não falei só com a defesa, falei do meio, os encaixes na frente. Fechamos melhor a porta do meio, os atacantes do Joinville não foram mais municiados. Os zagueiros tinham que prestar mais a atenção, chegar mais junto, diminuir o espaço e eles fizeram isso.
Desfalques com expulsões - Sempre ruim não contar com o grupo todo. Queria ter o Marquinhos, o Roberto, o Eduardo, a turma apenada. Na defesa, o Philipe pode mostrar a qualidade, tenho confiança nele. No meio, o Tinga pode ocupar o lugar do Eduardo Neto, ou até quem sabe o Revson, mas eu não choro quem sai."

Nenhum comentário:

Postar um comentário