Avaí, de primeira

|
Entrevista editada de Nilton Macedo via GE: "Avaí admite erro humano - (...) Apesar de não indicar o nome do culpado, o presidente diz que o erro foi do setor de registros do clube, que comunicou ao depto de futebol a liberação do zagueiro, mas que ao ver impossibilitado o prazo, não comunicou de que Antônio Carlos estaria irregular caso entrasse em campo. Essa pessoa será demitida.
Ainda sem julgamento marcado, o Avaí não recorrerá da decisão do TJD, que deve tirar seis pontos do clube. Nilton Macedo garantiu que o Leão vai jogar o quadrangular para evitar o rebaixamento.
- O servidor não conseguiu gerar o contrato na sexta-feira e foi avisado ao departamento de futebol que estava tudo certo. Na verdade, ele não poderia ter sido relacionado. A liberação do antigo clube chegou com tempo hábil, mas houve um erro da pessoa encarregada de gerar o contrato. Segundo, houve um erro na comunicação passada ao departamento de futebol. Sabemos da consequência da perda dos seis pontos e não tenho vergonha de vir aqui. Houve, sim, um erro humano. Esse erro está apurado, os responsáveis serão punidos na medida do erro e no prejuízo ao Avaí, prejuízo à imagem, financeiro, com arrecadação por não passarmos ao hexagonal (...).
- O Avaí é uma instituição e a vida não acaba. É um quadrangular para lutar contra o descenso e não o chamo "de morte", porque ninguém morre. Tem Copa do Brasil também e a Série A. (...) Dentro dessa tranquilidade que se faz no Avaí, não vou passar a espada e degolar. Quem tiver culpa realmente vai ser punido e não é o momento de decisões graves. (...) O Carlos Arini e o Chico Lins não têm culpa por isso, porque sempre foi passado assim pelo departamento de registro.
- O torcedor pode ter certeza que os próximos jogos, da fase classificatória, os que virão, o Avaí não vai perder a garra. Os jogadores disseram que estão com o Avaí e o torcedor pode ter certeza que é chocante para a gente. Eu sou torcedor do Avaí e fiquei muito chateado. (...) Não falei com os jogadores, recebi mensagens dos atletas de que estão sentidos. Mas o Avaí não para por aí. Não adianta fazer terra arrasada. Claro que eu não aceito isso, mas aconteceu e vamos superar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário