Geninho explica o empate

|
Trechos da entrevista coletiva de Geninho: "(...) - O jogo não foi igual contra o do Joinville, mas tiveram alguma coincidências com o jogo passado. O time não começou bem, a bola estava lenta. O time não rodava a bola e tinha a oportunidade de jogar pelo lado e a bola demorava para chegar. O segundo tempo, nos tínhamos melhorado antes mesmo da expulsão. O André segurou mais os zagueiros, deu mais presença. O time rodou mais a bola e aí começamos a criar, claro que não tivemos aquela bola trabalhada, mas tivemos uns quatro ou cinco cabeceios. Depois que o Criciúma teve um homem a menos ficou mais fácil, mas nós começamos a chegar com facilidade.
Evolução em relação à estreia
- É claro que falta ainda alguma coisa,
(...) mas o time melhorou em alguns pequenos aspectos. Esse time pode e deve render muito mais. O próprio André, se ele tivesse no seu ritmo normal, ele colocava para dentro uma das chances que teve. Ele precisa jogar, de ritmo. Temos que ter um pouco de calma em algumas coisas. Isso é que vamos conviver, temos dificuldades nesse começo, até dar ritmo nesse time, até encaixar o time titular. Até o momento que eu comece a formatar um tome titular, acho que não foi o melhor jogo, não foi um jogo muito bonito, foi mais de vontade, do que de jogadas. 
Quando vai render mais?
- Até o time pegar o ritmo, é difícil dizer quando. Eu gostei muito hoje do Philipe Maia, jogou com personalidade, fez aquele “zagueiro, zagueiro”, que tira o perigo de perto da área. A gente tem alguns jogadores que talvez eu ainda vou usar. Marquinhos, Roberto, o Eduardo Costa, o Neto. Temos algumas coisas para mexer e definir um time, estamos encaixando com o que temos.
(...) O começo é de alternativas, picos para cima ou para baixo. A tendência é que no final desta primeira fase o time possa render aquilo que a gente espera para que entre no hexagonal com força pra lutar pelo titulo.
O ganho de opções para a sequência do Catarinense
- É bom, todo treinador gosta de ter. Talvez contra o Ibirama talvez eu tenha até a opção de utilizar o Jéci, talvez seja uma opção. Eu prefiro ter essa opção, do que não ter. É bom que o Philipe Maia seja assim, é garoto e está falando para os caras se coçarem, pois senão ele arruma um lugar para sentar na cadeira. Aquele que sair vai pensar que tem que ter mais juízo em campo. Eu não esquento a cabeça com quem vai jogar, não. É bom, pois se eu escolher  e não render ai eu tenho opções. Agora nós temos um grupo mais forte, mais equilibrado, já imaginou quando eu tiver todo mundo junto? O Eduardo Costa, o Marquinhos, o Roberto e quem vai ganhar com isso é o Avaí. Se esse time que estiver jogando e não render vou colocar outro para jogar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário