Avaí, de primeira

|
Após encaminhar acerto, Avaí e Borges não chegam a acordo - O que poderia ser uma grande contratação para o Avaí, ficou apenas no quase. Depois de encaminhar um acerto para contar com Borges para a temporada e 2015, clube e jogador não chegaram a um acordo. Segundo o presidente do Avaí, o negócio estava encaminhado, e o clube esperava o atacante para exames nesta quarta-feira, mas foi comunicado pelo empresário do jogador que as negociações estavam encerradas.
Os motivos, segundo o mandatário azurra, foram as manifestações de torcedores no treinamento de terça-feira - quando cerca de 20 pessoas invadiram a atividade e fizeram cobranças - e a saída de Geninho do comando técnico: "As tratativas estavam adiantadas, mas recebemos essa notícia do empresário que, em função da invasão da torcida e do Geninho, as negociações foram encerradas, mas isso foi da parte dele (Borges)", explicou Nilton Macedo Machado, em entrevista por telefone.
Borges é a segunda negociação de atacante que fica no quase. Nesta temporada, o Leão esteve próximo de um acerto com Jorge Henrique, do Internacional. No entanto, o atleta foi reintegrado ao elenco gaúcho, e o clube azurra foi obrigado a desistir da negociação. Matéria editada do Globo Esporte

Um comentário:

Aloísio Campeche Silveira disse...

Com certeza o empresário e o jogador obtveram informações a respeito do caos que é hoje o AVAÍ, e, é claro os valores financeiros nunca entram em acordo. A repercussão da piada que a diretoria atual transformou a instituição AVAÍ, ainda vai ecoar por muito tempo. Somente bons resultados e quem sabe um título poderão trazer de volta a credibilidade ao maior de SC.

Quem gostaria de arriscar seu nome em um clube que administra mal, joga mal, nada ganha e só vive a se lamentar?!

Quantos jogadores (?) tem hoje o plantel do LEÃO?! e para quê. Acredito que se tivesse humildade e tivesse uma folha bem enxuta, teria condições de trazer melhores jogadores, com "mais" futebol, mais garra, mais comprometimento, mais vergonha na cara.

Borges é apenas mais uma entre tantas promessas (?) da diretoria do AVAÍ, que não vingou.

Postar um comentário