Calça de veludo ou bunda de fora

|
Hoje, às 16h, o Avaí enfrenta o Marcílio Dias na Ressacada radicalmente pressionado pela vitória. Uma derrota pode significar a entrada na antessala do rebaixamento para a segunda divisão catarinense, então é fácil perceber que o clima no Sul da Ilha não é dos mais agradáveis. Diminuir um pouco do vexame e evitar uma situação de caos generalizado é a missão para essa tarde.
A direção avaiana teve que reconhecer o erro na quase-efetivação de Raul Cabral, agiu à toque de caixa para trazer Gilson Kleina, pôs a responsa em seus ombros e agora cabe a ele fazer esse bando de homens correrem de forma menos descoordenada. Com boas passagens por algumas equipes, mais ainda lembrado como tetra rebaixado para a série B com Paysandu (2005), Paraná (2007), Palmeiras (2012) e Bahia (2014), cabe a ele salvar a pátria azurra de uma desgraça.
Kleina teve poucos dias para conhecer o elenco, fechou os treinos, fez vários testes e acena com: Vagner; Pablo, Antonio Carlos, Jeci e William Rocha; Eduardo Neto, Renan, Renan Oliveira e Marquinhos; Anderson Lopes e André Lima. Como o leitor percebeu, se numa das laterais Eltinho perdeu sua posição de titular, na outra o inoxidável Pablo segue firme e forte com a camisa 2.
Apesar do desconto de 50% no valor dos ingressos, sabemos que é jogo para pouca gente, já contando com aqueles que farão um protesto marcado para antes da partida. Nem tudo é perfeito, mas assim, meio que no susto, sem tempo para pensar e com foco voltado para a vitória, a expectativa é que alguma coisa parecida com futebol tire o Avaí dessa situação indecente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário