Essa ISO que a gente não vê

|
Conforme consta no site do Avaí, o ano de 2012 foi um marco na gestão azurra, já que após uma reestruturação dos processos e qualificação profissional, o clube obteve a Certificação ISO 9001:2008. E mais: "O dia 2 de fevereiro de 2012 está marcado para a história do futebol mundial, dia em que o Avaí Futebol Clube obteve a recomendação para a certificação".
O tempo passou e nós, leigos aqui do lado de fora dos muros da Ressacada, vimos acontecer algumas melhorias, é verdade, mas nada que conseguisse colocar o Avaí como referência internacional nos processos da gestão de Esportes, Administração e Negócios. Se as coisas melhoraram internamente, essa evolução não atingiu o torcedor de uma forma "observável".
A falta de segurança no estádio, a má administração dos bares, a dificuldade em se comprar um simples saco de pipoca e outras tantas carências nos fazem questionar a própria ISO (International Organization for Standardization - fundada em 1947, com sede em Genebra, na Suíça, que visa estabelecer normas que representem e traduzam o consenso dos diferentes países do mundo).
Se o objetivo da ISO 9001:2008 é fornecer um conjunto de requisitos que, bem implementados, permitam crer que a organização é capaz de fornecer produtos e serviços que atendam às necessidades de seus clientes, como é possível que o Avaí a tenha recebido?

Nenhum comentário:

Postar um comentário