O gladiador que o seu time precisa

|
Russell Crowe não aguenta mais tanto sofrimento - Imagine comprar o time de coração para tirá-lo de uma crise e colocá-lo na briga por títulos. Poucos podem fazer isso, e Russell Crowe é um deles. O ator de sucessos como "Gladiador" e "Uma Mente Brilhante" está cansado de sofrer com o Leeds United e cogitou tomar uma atitude drástica: virar dono do clube.
O interesse em se arriscar no futebol inglês vem respaldado por uma experiência de nove anos como dirigente na Austrália. No último deles, viu seu time ganhar o maior campeonato local de rúgbi depois de 53 anos. Crowe, dono de um cachê aproximado de US$ 20 milhões por filme, tornou-se um dos proprietários do South Sydney Rabbitohs em 2006 e precisou mudar muita coisa.
"Quando eu era pequeno, o Rabbitohs era um time que disputava títulos, mas depois caiu em desgraça e se tornou uma equipe perdedora. Aos poucos, mudamos a cultura do time, a administração, elenco e comissão técnica, e nos tornamos campeões", comentou ele à BBC.
Com essa visão, o ator neozelandês levantou a hipótese de comprar o Leeds ao conversar com fãs no Twitter. Muitos se animaram, e ele não recuou. "Torço pelo Leeds desde criança. Amo esse clube, mas como a maioria dos torcedores estou ficando um pouco impaciente", avisou nas redes sociais.
Atualmente, o Leeds está em 13º lugar na segunda divisão. Pouco para um time que já foi tricampeão inglês (1968-69, 1973-74 e 1991-92) e vice da Liga dos Campeões (1974-75), mas até hoje sofre as consequências uma grave crise financeira dos anos 2000 que o derrubou até a terceira divisão.
O clube, rival do Manchester United, é de propriedade do italiano Massimo Cellino desde dezembro de 2013. O dirigente está impedido na Inglaterra de responder pelo clube devido a acusações de evasão fiscal que sofreu na Itália, já que omitiu detalhes do caso. Russell Crowe está de olho. Matéria do UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário