Os argumentos roda pião cansaram

|
Ouvir as coletivas pós-jogo de Geninho tem sido uma missão ingrata. A começar por sua já tradicional cara de derrotado - incrível como perdeu a autoconfiança - invariavelmente temos a sensação que a coisa não vai pra frente. Não importa o que fale, fala de cabeça baixa, quase sussurrando as palavras e louco para que os repórteres encerrem o martírio das perguntas.
Das coisas ditas após a vitória de ontem, concordo com o que afirmou ter falado ao grupo de jogadores antes da patida: "Eu não tenho medo do adversário, tenho medo do nosso time, tenho medo do nosso time perder para ele mesmo". Com toda limitação técnica do elenco formado por ele, Chico e Arini, ainda assim é inaceitável a campanha do Avaí nesse Campeonato Catarinense.
Nilton Macedo deve explicações mais detalhadas do que vem acontecendo desde que assumiu no final de 2013. Um clube do tamanho do Avaí, com a sua estrutura física, com um orçamento que beira os R$ 40 mlhões anuais, não pode continuar se justificando com argumentos circulares, que não saem do lugar e que não levam a lugar algum. Para isso, já bastam as coletivas roda-pião de Geninho.

2 comentários:

Nilton Osório disse...

O negócio tá tão feito que nem a TV se interessou em passar o jogo contra o Atlético.

Sergio Nativo disse...

Concordo com seu comentário e assino embaixo. Geninho mesmo ganhando é a imagem de um derrotado e presidente com um orçamento que beira a 40 milhoes anuais insiste não reforçar a equipe, quando fizer ja sera tarde e terá que gastar alem do desejado.

Postar um comentário