Não esquecemos, não esqueceremos

|
Hoje o assassinato do torcedor avaiano João Grah completa sete meses sem que os responsáveis estejam presos, julgados ou pelo menos identificados. Imagino que não tenham sido identificados, o que tornaria esse processo de impunidade ainda mais vergonhoso. Não esqueceremos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário