Nem com despacho gourmet

|
Ontem ficamos sabendo que o Avaí atual possui bem mais que aqueles 27 boleiros que Geninho considerava o número ideal para um grupo coeso e equilibrado. Somando os que viajaram àqueles que ficaram na Ilha e aos dois ou três que a direção azurra promete trazer em breve, chegamos a mais de 40 atletas em um plantel que até o momento se apresenta de mediano para ruim.
Sem citar nomes em respeito àqueles que apesar de tudo lutam por um lugar ao sol, sacaria hoje e com facilidade pelo menos 15 jogadores que já provaram no Campeonato Catarinense não ter condições de disputar o... Campeonato Catarinense. Série A, então, nem com despacho gourmet, com galinha caipira, vinho francês e rosas colombianas numa encruzilhada VIP do Morro da Cruz.
Enquanto isso, sem dispensar ninguém, o Depto de Futebol continua buscando soluções nas mesmas fontes padrões: Brazil Soccer (Eduardo Uram), Grêmio, ex-Figueirenses e Setor de Encostados de qualquer clube nacional. Será que a crise financeira deixada pela administração anterior está atando as mãos de Arini e Chico Lins? Porque tantas contratações para reforçar o banco de reservas?
O pior é com gramado novo, ônibus personalizado e pintura da Ressacada, já já aparece um aloprado dizendo que o Avaí virou a página do Estadual e dá pinta de lutar pela Libertadores.

2 comentários:

GeorgeAB disse...

Como sempre fazem, time fraco e depois o apavoro atrás de REFORÇOS. Tem uma penca pra rescisão de contrato, cacalhada!

Gilberto disse...

Não pode ser muito difícil constatar a péssima qualidade de vários jogadores do Avaí. É só sentar e assistir a um jogo. Em 7 minutos, no máximo, já dá para saber quem é quem. O problema é que nem isso a Diretoria faz. Entender de futebol, então...

Postar um comentário