Derrota para os reservas colorados

|
Jogando contra o time reserva do Internacional, o Avaí não conseguiu aproveitar os generosos espaços cedidos pelo adversário, as oportunidades "vai, meu filho, te consagra" criadas por Marquinhos e tomou o gol de Vitinho, atacante terceiro reserva do elenco colorado. Com 10 volantes no grupo, Kleina preferiu improvisar o lateral Pablo na função. Além disso, o técnico avaiano acreditou que André Lima poderia sair do banco para resolver a situação. Nem ele e nem Anderson Lopes, talvez o pior em campo. Eltinho, Romário, Renan e Eduardo Neto, Deus que me perdoe.

3 comentários:

nato campos disse...

Com todo o respeito o Avaí deveria de emprestar esse muleke pra uma serie c ou b pra ele ver ki não e esse craque que ele pensa, o ditado e verdadeiro quem não fãs leva.

Gilberto disse...

O time jogou razoavelmente bem mas falhou naquilo que é nossa limitação: o ataque. Porém acho que não tenho direito de reclamar dos jogadores. Eles foram lá, entraram em campo, lutaram, tiveram oportunidades... Não deu? Paciência. O que é imperdoável é um time de Série A estar há quase um ano sem patrocínio master e o seu presidente se dar ao luxo de faltar a uma reunião com um diretor da Caixa, revelada por ele mesmo. Caríssimo Presidente, pelo menos vai lá, "entra em campo", "luta", "cria oportunidades"... Se o senhor não conseguir o patrocínio, a torcida reconhecerá o esforço. Paciência. Mas perder um patrocínio da Caixa por WO, me desculpe, Presidente, é inconcebível. Deixar de acumular R$ 200 mil, R$ 300 mil mensais, sei lá quanto é o valor, não dá. Não pode ser tão difícil fazer o óbvio. Pelo amor de Deus.

Luís disse...

O nosso time é limitadíssimo. O André Lima já estourou a minha paciência. O Anderson Lopes ainda não dá. Essas contratações, Deus me livre!

Postar um comentário