No Beira-Rio, Avaí ainda sob suspeita

|
"Com foco total voltado para a Série A". Com essas palavras logo no day after, um texto institucional no site oficial procurava virar a página da eliminação do Avaí na Copa do Brasil para o rival, além de maquiar o fato de que não há realmente mais nada a ser disputado até o final da temporada.
E assim, entre trocadilhos verbais e um planejamento que ainda não conseguimos entender, hoje o Avaí vai ao Gigante da Beira-Rio pegar a equipe reserva do Internacional, a mesma que tomou um sacode de 3x0 para o quase-caí-no-estadual-Atlético/PR na primeira rodada do Brasileirão.
O Avaí está agora sob suspeita, e esse agora não tem a ver não com alguma firme confiança de antes dos clássicos pela Copa do Brasil. Todos sabem, desde as primeiras rodadas do Delfinzão, que time e elenco são fracos, e que a maioria dos contratados para a série A são jogadores-aposta. Mas Gilson Kleina deu uma nova organizada na bagaça e parecia que a equipe estava em ascensão.
A dúvida é: será que o Avaí vai superarar o trauma da derrota para o rival? Não só pelas razões do parágrafo anterior, mas também porque é preciso fazer alguma coisa de útil, Kleina "abre a rodinha" dos titulares e acena com as entradas de Emerson, Hugo e Eduardo Neto. Mudar é preciso e a rapaziada sabe que a bola do futebol pune os lerdos, passivos e incompetentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário