O problema é o que não aparece

|
Sua empresa de material esportivo conta com R$ 10 milhões de investimento publicitário para sair do atoleiro. Você direciona essa verba para a Copa Libertadores ou para a Champions League? A essa sua resposta baseada em percepção de qualidade, chamamos de MARCA, o ativo de uma empresa que não pode ser visto ou tocado, mas que permite determinar o seu valor para o mercado.
MARCA é uma promessa para os clientes, uma garantia de qualidade relacionada ao consumo de um produto ou serviço. E assim, sem troca de parágrafo, chegamos ao backdrop (banner de entrevista) do Avaí, utilizado no Beira-Rio no último domingo. Ligeiros que são, muitos torcedores perceberam a presença do logotipo da Caixa, que não patrocina o Leão da Ilha desde janeiro de 2014.
Podemos continuar analisando os erros nesta imagem acima, observando o assessor de imprensa, Gastão Dubois, ainda fixando o bendito e revelando que a coletiva teve início antes da estrutura estar finalizada. O emblema do aniversário dos 90 anos também mostra que o banner é antigo, daí a sua aparência desgastada. Mas esses deslizes ainda são "café pequeno" perto do principal.
Pense na decepção das empresas que hoje depositam sua confiança no Avaí e que não aparecem nessa oportunidade de exposição dos símbolos de suas MARCAS. Liderança, Unimed e Brahma devem relacionar esse erro a outros para repensar novos investimentos. Quem erra no pouco, num banner, também deve errar em coisas mais sérias, como na administração do futebol, por exemplo.
Isoladamente, não é grave que dirigentes e atletas apareçam de preto em eventos oficiais. O mundo não vai acabar pelo Avaí não se apresentar com seu uniforme número 1 na Ressacada. Papelinho da Fila colado sobre o logotipo da Fanatic nesse mesmo banner? Tranquilo. E não empombe com a camisa de recortes tortos, escudo desalinhado e números dourados "invisíveis" by Fila, ok?
Entretanto, pegue esses pequenos deslizes, acrescente uma gestão confusa, promessas não cumpridas aos torcedores e uma dificuldade nata de formar um bom elenco, e você terá a resposta para um ano e meio sem patrocínio master na camisa mais pesada de SC. Pois é, e você aí todo preocupado com a publicidade digrátis para a Caixa num backdrop de dois anos atrás...

Nenhum comentário:

Postar um comentário