Vitória que escorregou entre os dedos

|
A bola na trave de Marquinhos logo aos 4min não significava que as coisas seriam fáceis para o Avaí. Com nossa zaga perdida, alas ineficientes, meio quase parando e ataque mais perdido que cego em tiroteio, o Peixe abriu o placar aos 16min e cozinhou a partida em todo primeiro tempo.
A etapa final veio com um Santos displicente até Roberto entrar para incendiar a fervura. Sofreu falta na entrada da área e Marquinhos embolocou aos 18mim. Anderson Lopes, André Lima, Roberto e Jeci perderam gols feitos e impediram uma justa vitória que seria uma bênção assim já de saída.
Noves fora e entre mortos e feridos, um importante ponto somado (sim, somado) diante de uma equipe que entrou no campeonato para disputar o título. Novamente o Avaí se superou. Que venha o Wilfredense pela Copa do Brasil. A gente sabe que eles tremem e agora não será diferente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário