Avaí se estruturando pelas beiradas

|
A sétima colocação na tabela da série A está sendo festejada pela torcida avaiana com toda justiça. Se é um situação passageira ou, como dizem os secadores do outro lado da ponte, um aborto da natureza, isso pouco importa. Vamos viver um dia de cada vez, mas nesse exato momento há muito o que celebrar do desempenho de Gilson Kleina e cia nesse início de campeonato.
Ao longo da semana falamos do clássico de domingo, cuja importância não exige comentários mais alongados, e para isso o Avaí vem trabalhando internamente para que mais uma vitória sobre o rival venha a se confirmar em nossos domínios. Campanha pela paz, apertos de mãos, sorrisos trocados, mas não se iludam: no domingo o bicho vai pegar no tapete verde da Ressacada.
Enquanto isso é justo que façamos alguns elogios pela ações estruturais que a direção avaiana vem realizando no clube. O estádio está recebendo uma nona pintura - na foto o novo túnel de acesso aos vestiários - o que vai revitalizando a já mais bonita arena de esportes de SC, e um ônibus foi comprado, fazendo uma baita economia nos deslocamentos. Mas falta um centro de treinamento.
Por fim, e de muita importância técnica e econômica, um salve para a política de apoio à base do clube, que já se vê em atletas sendo utilizados pelo time principal. Rômulo, Anderson Lopes, Vítor, Duda, Philipe Maia, Bruno Maia, Iury, Marrone, Tauã, Renan Martins, Marquinos, não é pouca coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário