O Avaí não quis nem empatar

|
Rapaz, que passeio. Ninguém é tanso de não saber que o Avaí enfrentaria um sério candidato ao título, uma das maiores forças do futebol brasileiro, mas o que espantou foi Avaí não ter entrado em campo. A goelada é um placar que sempre machuca, a derrota não pode ser festejada, mas o que chateia é a facilidade com que o Galo chegou aos 4x1 na partida de ontem na Ressacada.
Se a postura de ambição no Couto Pereira foi celebrada aqui com o título O Avaí quis a vitória, é justo que hoje se ressalte o medo, ou sonolência, ou excesso de respeito para querer pelo menos o empate. Sim, era um adversário com um futebol envolvente, mas os generosos espaços cedidos pelo Avaí ajudaram um bocado na apresentação de gala do Galo mineiro na goleada de ontem.
A insistência pela esquerda não estava funcionando, com Luan deitando e rolando pelo setor. O Avaí assistia o Atlético trocar passes de forma complacente. Emerson fez falta. Marquinhos completamente apagado. Atacantes perdidinhos da Silva. Enfim, a derrota não foi surpresa e o placar traduz o que é a diferença técnica entre as equipes, mas o Avaí poderia ter entrado em campo. Foto Jamira Furlani

Um comentário:

George disse...

Grande Gerson, ontem levamos um banho de bola, essa é a verdade. No entanto, não há de se fazer terra arrasada.Esse time já mostrou que pode jogar bem. abs.

Postar um comentário