Avaí, de primeira

|
Entrevista pós-jogo de Gilson Kleina - "Toda vitória tem seu merecimento. Com 1 a 0 estávamos na postura de empatar. Mas minha equipe em nenhum momento se abdicou, pressionamos, o último passe era o que podia fazer a diferença. No segundo tempo crescemos, usamos a velocidade e faltou o gol. O segundo gol estávamos controlando, mas depois desorganizou e eles pegaram confiança."
Como reverter a situação - "Nós temos que diminuir os nossos erros e as chances que criarmos temos que fazer acontecer. Precisamos lamentar esse jogo e o empate do último. Poderíamos ter feito o resultado em casa e vim aqui com tranquilidade. Tivemos a competência, fizemos um jogo igual enquanto estava 1 a 0, mas não pode mais deixar. Estamos mobilizados, treinando e temos que fazer uma mobilização e que a sorte comece a virar. O torcedor também está merecendo uma vitória e vamos fazer de tudo, ser uma equipe aguerrida para voltar às vitórias."
Falhas do goleiro Vagner - "Todos nós somos avaliados, precisamos melhorar. O gol de hoje o Rafael pega muito bem na bola, não vejo a falha. Tivemos uma reunião e contra o Sport os nossos gols foram falhas. Tanto o Vagner e o Diego precisam manter o crescimento e se for necessário mudar vamos dar tranquilidade. Não adianta achar culpados, estamos passando um momento difícil na competição, estamos reconstruindo alguns setores."
Atuação de Nino Paraíba - "O Nino acho que por ser o segundo melhor lateral do Brasileiro está sendo marcação. Havia a preocupação deles com o Nino e no segundo tempo empurramos, tivemos a coragem e o jogo dele fluiu. Fisicamente é espetacular e tecnicamente vive ótima fase, mas ele vai ser marcado com certeza." Matéria via Globo Esporte

2 comentários:

GeorgeAB disse...

Porque o intocável Anderson PELADEIRO Lopes não sai do time?

Sergio Nativo disse...

As falhas do goleiro Vagner se repetem e ele continua firme e forte como titular. Antes do primeiro gol ja tinha errado duas saídas de bola. Uma no primeiro pau e outra no segundo. Nos dois casos o gol não saiu por sorte. Time sem personalidade aonde as chance de gol vão se sucedendo e ninguém conclui de media e longa distancia e de perto perdem gols bisonhos como perdeu Claudinei e o garoto Renan. A zaga Palmeirense mostrou como se posta e como deve fazer para se livrar da bola. Ninguém tem vergonha da dar bico. Sete jogos sem vitória? Alguma coisa esta errada. Cabeças tem que rolar.

Postar um comentário