Não esquecemos, não esqueceremos

|
Há exatos 10 meses, João Grah voltava para Floripa depois de acompanhar uma partida do Avaí, quando na BR-101, em Balneário Camboriú, uma pedra foi arremessada de um viaduto contra o micro-ônibus em que estava, atingindo-o mortalmente na cabeça. Nenhum dos responsáveis foi preso, julgado ou processado. Para mais informações clique aqui na matéria do DC de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário