Pobre e abandonado futebol brasileiro

|
Por Juca Kfouri - Duas semanas atrás (no Bem, amigos) Galvão Bueno foi peremptório: "Se nós não tivermos representatividade na reunião da Fifa no dia 20, se não for ninguém com medo de ir na Suíça, então é hora de zerar a pedra e começar de novo. Não podemos não ter o presidente da CBF na Copa América e não podemos não ter o presidente da CBF na reunião da Fifa que funciona para decidir o destino do futebol mundial. O Brasil é peça importante. Então vai caber a ele (Del Nero) ter que entender que não pode mais exercer o cargo (se não estiver presente)".
Hoje, duas semanas depois, diante da ausência de Nero na reunião da Fifa, Bueno limitou-se a tratá-la como “lamentável”. E acrescentou: "Eu confesso: como brasileiro, amante de futebol, como torcedor, como cidadão, como profissional, eu estou indignado e entristecido". De fato. Falta de coragem é sempre lamentável, indigno e entristecedor.

3 comentários:

E M Í D I O J R. disse...

Gerson,
ouvir ou ler o (ex) jornalista Kfouri falar sobre "falta de coragem" é cômico, hilário e triste. Analisar e criticar, se necessário, a opinião alheia somente é válido diante de atitudes ilibadas. O (ex) jornalista, sempre ácido em relação a administração do futebol brasileiro é conivente com a administração federal. Falar da corrupção na CBF e calar-se em relação ao governo do Brasil é vergonhoso. Deveria ele, lembrar que a Copa do 7 a 1 é a mesma que onerou os cofres públicos em bilhões de reais por conta de estádios e obras de apoio superfaturadas. Falar mal do Teixeira, Del Nero e Marin é fácil, quero ver o mesmo em relação a cúpula petista que assaltou o Brasil nos últimos 13 anos.
Kfouri, hoje é o retrato do Macunaíma.

Aguinaldo Garcez disse...

Emídio,
Me parece que apresentas, assim como muitos, uma certa indignação seletiva.
Não vejo a mesma indignação com a Privataria da era FHC, com a pouca vergonha chamada reforma da ponte, dos casos de furna e do trensalão.
É ingênuo pensar, prefiro qualificar assim, que o Brasil começou a ser roubado em 2003.
E que tal esse partido chamado PMDB que está no poder desde a queda do regime da ditadura militar?
Por que esses que eu citei não querem reforma política de verdade?
Perceba que para seu comentário vale o conceito que você expressou sobre o Kfouri: Falar da corrupção do PT e calar-se sobre as dos demais partidos é vergonhoso!
Punição a todos is corruptos, disse TODOS!

Paulo disse...

Sem reforma política é apenas troca do corrupto.

Postar um comentário