Avaí, da esperança à decepção

|
"Saudosa época em que a torcida tinha uma única certeza, se perdêssemos, seria de cabeça erguida honrando nossa história. Os tempos mudaram, o clube perdeu a identificação com os jogadores, a torcida é valorizada apenas nos momentos de desespero e participar de qualquer campeonato como mero coadjuvante virou a regra.
Se limitando apenas ao corrente ano, para não precisar escrever um livro, não chegamos sequer nas finais do estadual, que teve um campeão no tapetão, sem taça, sem medalha, sem volta olímpica. Apenas taça de papelão, que representa bem o que foi o melhor Catarinão de todos os tempos.
No Brasileirão, com os times se ajeitando, começamos bem, para quem previa ser saco de pancada, mas não aproveitamos como deveríamos. As deficiências azurras foram surgindo e ainda, por sorte ou azar, difícil distinguir, dependemos somente das nossas forças para nos livramos do rebaixamento.
Dos nove companheiros na parte de baixo da tabela hoje, enfrentaremos sete na Ressacada e um no continente, restando apenas o Flamengo fora. Desta forma forma, ao mesmo tempo que ficamos esperançosos por dias melhores, não podemos esquecer que a decepção tem sido uma companheira inseparável no sul da ilha." Comentário do avaiano Sandro Azevedo

3 comentários:

Sergio Nativo disse...

Sim, durante mais precisamente esse dois anos temos pouco a comemorar. Claro que ninguém gosta, mas golear ou ser goleado poder acontecer com qualquer clube. O próprio Argel estreou ano passado pelo time rival e tomou uma sonora goleada do Cruzeiro por 5 a 0. Mesmo na zona o time não se abateu e graças as sua vitorias em casa, não caiu. O Avai tem 27 pontos a disputar em seus domínios, 9 jogos a fazer, ou seja se vencer seis faz 18 pontos, busca duas vitorias fora, ta garantido. Mas temos que contratar ja um goleiro e um zagueiro. Com esses zagueiros e sem contar com o antigo futebol de Emerson que até agora não justificou seu retorno, vai ser difícil aturar esse time até o final do campeonato. Mas apesar de tudo eu acredito que o Avai vai se superar e escapar do rebaixamento.

Pablo Antony disse...

O Avaí de 2011 pra cá não parece em nada com o que prega seu hino.
É um time sem vontade, sem disposição e sem qualidade. Parece um time em que todos estão apenas de passagem e que dane-se pois no ano seguinte tem outro local pra jogar.
Eu vejo os jogos do rival e vejo os caras comendo a grana pra disputar a bola. Já nós, somos o puro retrato do azar, que geralmente premia os preguiçosos e incompetentes.
Passou da hora de recomeçar e buscar a verdadeira identidade do Avaí FC.

Sandro Azevedo disse...

Perfeito Sérgio,

O campeonato está nivelado por baixo....e bota baixo nisso...O problema é que o Avai entrega muito fácil os jogos...

Postar um comentário