"Se eu fosse presidente do Avaí"

|
Comentário do leitor Ronaldo G.: "Se eu pudesse ser o presidente do Avaí, apostaria muito na base. Acho que no atual estado, o clube tem excelentes promessas que poderiam ser integrados ao grupo principal. Sei que o Catarinense é muito importante, mas costumo dizer que o planejamento no futebol tem que ser ao menos para dois anos.
Vamos supor, 2016 com o Avaí na série A. Quem tiver boa proposta (para Avaí), vá com Deus. Precisamos de dinheiro pra série A. Montamos um time para o Estadual com os jogadores que temos contrato e pegamos aqueles atletas da base que julgamos ter potencial para jogá-lo. Vejam o exemplo do Renan, poderia ter sido usado muito antes.
O Catarinense, principalmente em duas fases, tem que ser um laboratório pra série A. Mesclando a experiência com a juventude, pois para o Avaí ter um grande salto de estabilidade financeira, tem que começar pela base. Aí entra também o trabalho dos coordenadores. Não acho importante ganhar títulos. O importante é formar o atleta para o profissional. Ali sim, os títulos importam.
Imagino todo atleta como uma joia, alguns tem talento inerente, mas todos tem potencial para se tornarem grandes jogadores. É a base que os lapida." Foto Diogo Fernandes AFC

Um comentário:

Rafael disse...

"Não acho importante ganhar títulos". Essa frase define o texto. Lamentável. O pior é que há 13 anos a Diretoria do Avaí tem esse mesmo raciocínio: investir no Estadual, para quê?

Clube vive de títulos, amigo. Presta atenção. Estabilidade financeira é importante, mas títulos são imprescindíveis.

Postar um comentário