Competência ou morte

|
Pensando bem, para lutar contra os dados matemáticos que apontam o Avaí com quase 70% de probabilidade de queda, será preciso bem mais que competência. Essa é uma virtude por demais abrangente, que atinge vários aspectos e departamentos do clube.
O time, especificamente, tem que dar fim a essa montanha-russa de atitude e capacidade técnica. Num jogo se superam, jogam com a alma no bico da chuteira, no outro mais parecem crianças assustadas. Se Gilson Kleina deve sair? Sei lá, caro leitor, a coisa está tão feia!
O "fato novo" cantado em verso e prosa pelo imediatista futebol brasileiro já não está dando certo há décadas. Pode dar agora, ou não, mas quem ninguém se engane: o problema é de gestão do futebol. Mas algo preciso ser feito. E é pra já... ou "morte". Foto Charles Guerra / Agência RBS

Nenhum comentário:

Postar um comentário