Apenas parem!

|
Os remendos em forma de tábuas de bater carne realizados nas duas áreas do gramado da Ressacada ficaram a cara desse Avaí de Kleina. O time misto do Palmeiras viu que o adversário completo não era páreo e empurrou um 3x1 ao natural. Nitidamente a equipe resolveu seguir a trilha que leva para a zona de rebaixamento e a segunda divisão de 2016. Alguém precisa parar esse destino traçado desde a primeira rodada. E, sinceramente, não acho que seja Nilton Macedo e muito menos Gilson Kleina. Mas como o primeiro tem garantia de "emprego até 2017, o professor já pode ir botando as suas barbas de molho. Foto Cristiano Estrela

5 comentários:

Unknown disse...

Boa noite. Justo o comentário. Futebol é Simples mas com inteligência e motivação. Nosso padrão é de conformismo e sem atitude de mudança. Será salário? Ou outro motivo. Já vão anos q a história se repete. E a torcida espetacular q temos vê mais um ano se passar e tudo continua na mesma. Dívidas todo time tem o q falta é comando e critérios nas contratações, pq. Somos sempre os bonzinhos q não passam de uns tansos . Vadico

George Porto disse...

ADEUS KLEINA!
ADEUS NILTON!
ADEUS SÉRIE A!
ADEUS TIA CHICA!

Unknown disse...

Kleina tem 700 mil de quebra de contrato, só vai embora se a "Macaca" quiser levá-lo.

Unknown disse...

Se treinar leva a perfeição, o Avaí estaria no G4!
Se analisarmos a entrevista de Kleina vemos que o mesmo não acredita nas lambusadas feitas por nossa zaga, mais o problema é a tal da "blindagem".
Como diria o ditado:
"de nome aos Bois"
Não adianta querer blindar jogadores que aparentam não dar a mínima para a instituição Avaí.
Gilson Kleina é um bom treinador se não fosse a Ponte Preta não estaria de olho nele assim como o Santos no começo do Campeonato entre outras sondagens.
Gilson Kleina não quer manchar seu currículo com um rebaixamento. Mais num jogo de interesses como é o futebol brasileiro alguém deve pagar o pato. Temos bons jogadores em nosso elenco, conseguiríamos facilmente estar hoje em dia entre os 10 primeiros. Mais acham que é interessante manter times que levam menos de 8.000 pagantes por jogo, que não assinam o peyper-view?
Neste jogo de interesses ou você entra na roda e paga a prenda, ou vai contra todos e se joga de um abismo e acaba como a Lusa lutando, lutando mais não consegue sair da série C.
Para estes jogadores não há problema cair de divisão pois os seus empresários sempre vão conseguir um clube novo para eles, pois todos ganham quando fazem parte "do jogo".
Enquanto o futebol brasileiro não mudar continuará assim, sempre os mesmos ganhadores e os times de Santa Catarina brigando para não cair.

Márcio Souza disse...

Ele quer que o Avaí mande ele embora pra não precisar pagar a multa, esta nítido. Só não ver quem não quer.

Postar um comentário