Avaí, vencer para sobreviver

|
Tem que vencer e para isso Gilson Kleina sabe que precisa colocar sua equipe de maneira mais ofensiva. Isso é óbvio, mais velho que andar para frente, mas ultimamente o técnico avaiano vem demonstrando "excesso de cuidados" em partidas que seria natural a busca pela vitória. Não deu certo, a equipe vem de uma sequência de jogos ruins e agora só resta a opção de vencer o cruzeiro na noite de hoje no úmido e combalido gramado da Ressacada.
Segundo matéria do portal GE, o Cruzeiro busca manter a invencibilidade e a possibilidade de entrar no G-4. Atualmente na 11ª posição com 44 pontos, o time afastou definitivamente o risco de rebaixamento, mas tem pouco mais de 1% de chances de entrar para o grupo que vai disputar a Libertadores no ano que vem. Os cruzeirenses estão animados.
Como já é tradição em times onde se tem pouco a esconder, Kleina esconde a escalação e faz charminho em relação a utilização de Marquinhos, se como titular ou entrando no segundo tempo. Acredito que o galego comece esquentando a Cadeirode azul às margens do tapete verde. Segundo a imprensa, a tendência é de um Avaí com Vagner; Nino Paraíba, Antonio Carlos, Jubal e Romário; Renan, Eduardo Neto e Camacho (Marquinhos); Everton Silva, Romulo e André Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário