Coletiva pós-jogo de Gilson Kleina

|
"Pelas circunstâncias, foi bom. Primeiro tempo tivemos dificuldade de encaixe, na marcação. Não estamos acostumados com a bola entrar no meio e parar, eles não retomavam a marcação. Não conseguíamos fazer o encaixe na marcação. Eles foram donos do primeiro tempo e saímos atrás. No segundo tempo, corrigimos e ganhamos o meio de campo. Merecemos o empate e conseguimos. O gramado pesado, escorregadio, eu tentei dar tranquilidade."
Escalação - "Se for explicar os motivos de entrar e sair "Ciclano", vamos passar muito tempo. Ele ficou sabendo da nossa escalação e corrigiu o time. O Anderson Lopes vem crescendo de produção, junto com o André Lima. Tivemos a volta do Renanzinho, o Jubal fez uma grande partida. Futebol não é receita de bolo. Eu admito que ele, com o posicionamento do Jorge Henrique, complicou nossa função. Assumimos a responsabilidade e meu comando sempre foi assim, a gente erra, conseguimos consertar e por pouco não saímos com uma grande vitória."
Bom momento do André Lima - "O André realmente está pedindo passagem. Tentamos manter uma coerência. Eu vim com o Jubal, o Renan e o Anderson Lopes. Trocamos um pouco a forma de jogar nos últimos jogos e eu não queria descaracterizar o início de jogo. Se eu coloco uma situação diferente e as coisas não acontecem, somos cobrados. E a entrada do André melhorou o Léo e o Anderson. Mas o André tem condições de trabalhar, buscar seu espaço. Estamos bem servidos."
Situação do gramado - "Com 15 minutos de jogo, chamamos alguns jogadores e perguntamos se estavam com trava de borracha. Eles não estavam. Vamos ver o que está acontecendo, porque escorregamos muito, parecia boliche. Tem que ter atenção. Aqui foi um dos melhores gramados do Brasil e precisamos resolver isso. Treinamos aqui, temos que ter o cuidado e dar suporte aos responsáveis para deixar o gramado em condições."
Período sem jogos - "Vamos dar uma folga, voltamos na quarta e retomamos a jogar na próxima quarta. Vamos fazer trabalhos intensos para somar pontos fora e depois resgatar a identidade em casa e que possamos trabalhar. Tentamos ficar em um hotel, mas estava tudo lotado, então vamos trabalhar aqui forte e poder jogar."
Atuação do Renan - "Ainda falta ritmo, mas dá para ver que é um jogador que se sobressai. No fim ele falou que estava sentindo, é normal, saímos atrás.  O Renanzinho é questão de tempo para voltar a ser o que era." via Globo Esporte - Foto Jamira Furlani

Um comentário:

Unknown disse...

Boa tarde. Mas porque entro com o Everton Silvá, se o Marquinhos não está 100%, precisava de outro companheiro mais inteligente como o Tinha ou Renan. Se era para conter o Jorge, que escalasse até o Pablo para ajudar o Nino. Vontade e Oratória auxiliam mas não resolvem. Abraços. Vadico

Postar um comentário