Poderia ter sido pior

|
Três horas de fila para ir e vir, chegar com 1/3 do espetáculo decorrido, ver o lamentável estado  do gramado que já foi um dos melhores do Brasil, confirmar nos até 70% de posse de bola do adversário que Gilson Kleina errou na "abertura" excessiva da equipe, que teve que correr atrás do prejuízo e agradecer por ter perdido apenas dois pontos dentro de casa. Uma montanha russa de emoções.
O Avaí foi pego de surpresa pela iniciativa do Vasco desde o primeiro minuto. Algumas chances cruzmaltinas foram desperdiçadas, mas de tanto o pote ir à bica, eis que lá ficou balançando as redes azurras, de pênalti, aos 44min. O segundo tempo veio com alterações de recomposição do meio de campo e ataque: Tinga no lugar do apático Éverton Silva, Renan Oliveira substituindo o "joelho meia-boca" de Marquinhos Santos e André Salvador Lima mandando Renan para o banco.
Deu certo, o Avaí equilibrou as ações e passou a buscar o gol de empate, perdeu um pênalti com Gamalho chutando a bola na puta que o pariu, mas missão cumprida aos 42min por ele, o Guerreiro Tricolor Imortal. Sim, poderia ter sido melhor, mas também poderia ter sido pior. Nada a reclamar, ou melhor, só do "pasto" que se tornou o outrora tapete verde da Ressacada. Foto Jamira Furlani

Um comentário:

Paulo Cardoso disse...

Apesar de tudo, tivemos sorte na rodada, mas uma coisa que vem me chamando a atenção no Brasileiro ocorre extra campo, a incompetência e a forte crença de teoria da conspiração dos comentaristas sobre a arbitragem.
"DEUS", no duelo dos verdões os comentaristas estavam esfolando o árbitro pela expulsão do Egidio e quando o juiz teve a humildade de escutar seu auxiliar e a coragem de consertar seu erro, os mesmos continuam suas cornetadas só que então duvidando da honestidade do homem. No segundo lance ele consultou o bandeira para validar o gol da chape, nada mais normal e mais uma vez crucificaram a arbitragem.
Poxa, sabemos da dificuldade que o futebol brasileiro passa no quesito arbitragem e sou favorável a profissionalização mas também dos comentaristas que são mais sensacionalista que filme de ficção cientifica.
Os caras baseiam suas críticas em 20 replays de 20 câmeras de ângulos diferentes na qual o juiz não tem acesso, então todos devem ter acesso inclusivo o 4º árbitro ou devem parar de repetir os lances.
Na minha opinião ou profissionalizam os comentaristas ou as emissoras/operadoras de TV devem dar a opção de silenciar os comentários, deixar somente o som ambiente.

ABRAÇO,

Postar um comentário