Flu e Avaí em ritmo de mata-mata

|
A única coisa certa para a partida de logo mais às 19h30 é que Avaí e Fluminense entram em campo sabendo que precisam somar pontos. A derrota pode complicar as pretensões dos cariocas, ainda tensos que seus poucos 43 pontos, mas principalmente os azurras de SC, bem mais agoniados com cinco pontos a menos e acossado pelo Coritiba, um mísero pontinho atrás.
A boa notícia é que o Avaí só depende de si para se manter na série A. A má notícia é que também depende de si, o que nos últimos não tem dado muito certo. Se o Coxa vencer o Santos, até o empate com o Fluminense será um mau resultado para o Leão da Ilha. A essas alturas do campeonato tudo o que o torcedor quer é que o Avaí minta pra gente, se é que me entendem.
O Estádio Kléber Andrade, em Cariacica, não será problema para as equipes. Reformado para a Copa do Mundo do ano passado e pouco utilizado para a prática do futebol, está quase zero-bala para que o bom futebol possa ser praticado. Com ingressos majorados nas cercanias de R$ 100, também não é provável que seus 21.000 lugares estejam lotado pelos tricolores do Espírito Santo.
A melhor estatística para hoje é que o pó-de-arroz faz a pior campanha do turno do Brasileirão, o que pode fazer diferença nas emoções dos 22 que se enfrentarão nesta noite. Voltar do Sudeste fora do Z4, seja do jeito que for, é o objetivo maior do Avaí. É um confronto de mata-mata, onde o perdedor corre o sério risco de se ver assombrado pelo fantasma do rebaixamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário