O confronto dos dois à deriva

|
Vamos combinar que 10 dias sem futebol na reta final do Campeonato Brasileiro, não é exatamente um convite para o elevo espiritual do torcedor. Com o Avaí capengando na competição, haja ansiedade para ver esse time novamente em campo recuperando o tempo e pontos perdidos na temporada.
Mas é um período estratégico para que Raul Cabral imprima suas digitais na equipe, fazendo a transposição para um novo momento, oxalá mais brioso e passível de bons resultados. Até o dia 18 será assim, todos em compasso de espera pelo Avaí que enfrentará o virtual rebaixado Joinville.
Será a última tentativa deles, a oportunidade de continuar respirando por aparelho na série A. Na melhor (ou pior) das hipóteses, vêm com a intenção de levar mais um catarinense para a segundona. E para isso um empate pode ser o suficiente. E não terá boinha e câmara de pneu de caminhão que os salvará de um afogamento em seus empobrecidos calendários. Arte sobre charge de Sandro

Nenhum comentário:

Postar um comentário