Um Avaí mais democrático

|
Graças também à exigência de cumprimentos de prazo do Profut - Programa de modernização da gestão e de responsabilidade fiscal do futebol - veio à luz a reforma do Estatuto do Avaí, uma das promessas de Nilton Macedo há quase dois anos, quando da posse da presidência do clube.
Embora não se tenha publicado o seu conteúdo - está em revisão final - não tenho dúvidas que grandes avanços foram alcançados. Além das normas exigidas pelo Profut, como responsabilidade fiscal e financeira e de gestão transparente e democrática, as propostas transcenderam para uma maior participação do sócio-torcedor no dia a dia do Leão da Ilha.
Se até ontem o Avaí não tinha sócios, mas somente locatários de cadeiras, agora os fiéis de carteirinha poderão votar dereto para presidente executivo e vice, além do Conselho Deliberativo. A eleição deverá ocorrer até o dia 20/12 em um final de semana, diferente da vergonhosa manobra do pleito passado, realizada em horário comercial de um dia útil de semana.
Sobre a eleição do CD, a proposta aprovada do critério de proporcionalidade para a sua composição total é um passo enorme em direção ao debate de ideias, sem a repetição já tradicional das aprovações por unanimidade. Soldadinhos de chumbo em franca decadência no parlamento avaiano, o que é muito salutar para todos, especialmente para a instituição. Foto Mafalda Press

3 comentários:

Unknown disse...

Que história é essa q o Marquinhos não falava a dois meses com o kleina e articulou junto a diretoria a queda do mesmo?

Flávio Félix disse...

Brilhante interpretação dos avanços conquistados pelos avaianos.

George Porto disse...

Boa!!! Cancelado o cancelamento das carteirinhas lá de casa!!!!

Postar um comentário