Por uma gestão profissional

|
"(...) Precisamos de alguém capaz, empreendedor, ativo, esperto, que esteja um passo à frente e não correndo atrás. Alguém que tenha boca pra reclamar quando somos alvo de erros de arbitragens, de árbitros que só enxergam contra nós, das federações. Precisamos de boleiros mais eficazes, de menos apostas em jogadores que chegam acima do peso, doentes, quebrados.
Precisamos de gerentes de futebol mais ligados, de direção técnica que acrescente, de uma diretoria de verdade a partir do presidente, de um Conselho Deliberativo que realmente delibere e de uma torcida que torça e que cobre. Se tivermos tudo isso é claro, é evidente que haverá um acréscimo considerável de sócios e maior presença no estádio, aumentando a psicosfera positiva em torno da instituição. Tudo pode (e deve) melhorar." Comentário do leitor Aloísio Silveira

6 comentários:

Sergio Nativo disse...

Isso é utopia. Mas precisamos de profissionais administrando o Avai e torcedor que pense no que o clube precisa dele e não o que o clube pode fazer por ele.

Nilton Osório disse...

O problema é de competência e poder. Existe muito poder na instituição Avai. Porém, pouca (ou nenhuma) competência. Daí, resta lamentar e aguentar as piadas prontas.

Aloísio Campeche Silveira disse...

É básico, é o mínimo que podemos esperar, sem isso não haverão mudanças, apenas o velho discurso de que o clube não tem dinheiro, quem aplica mal no mercado financeiro não vê seu dinheiro crescer, no futebol não é diferente, além do que é mais que necessário, precisamos urgentemente de gente séria e competente, sem as quais não há o que esperar para 2016 e anos seguintes, precisamos de contratações pontuais, qualidade (mais cara) e não de apenas quantidade (que acaba saindo o mesmo preço)e resolve muito pouco. Competência e compromisso, essas devem ser as palavras de ordem na Ressacada, a começar pela diretoria.

alexandre disse...

Precisamos de um Prisco paraíso,um águia em gestão financeira ou a série C e o ano q vem

Luiz Augusto da Costa disse...

Seria uma situação excelente, se tivéssemos estas pessoas lá no Carianos, mas na realidade, que está mostrada com muita clareza em outro post, é que teremos, infelizmente, e eu gostaria de estar enganado, mais do mesmo nos próximos dois anos.
Se for assim, como me parece está se desenhando nosso futuro próximo, vai ser triste, muito triste.
Byghal.

Rafael disse...

Se tivermos dirigentes preocupados com o Avaí e não com a visibilidade na mídia, já será um avanço. Se conseguirem administrar R$ 30 milhões sem atrasar salários a partir de setembro, terão estátuas na Ressacada. Sim, porque o nível de exigência da maioria da torcida e a capacidade crítica são baixíssimos. Teve gente até que foi no aeroporto esperar o avião russo. Lembram? E, claro, memória é fundamental. Eu não esqueço da parceria, do empresário russo, do legado inestimável...

Postar um comentário