A base que dá resultados e lucros

|
Não é de hoje que as categorias de base do Avaí apresentam um bom trabalho, não apenas com resultados em campo, mas principalmente com atletas negociados que oxigenaram as finanças do clube e foram (e estão) sendo aproveitados no profissional. É um investimento mensal irrisório de cerca de R$ 220 mil, que se esfarela até mesmo quando comparado ao aporte do rival do Estreito.
Entretanto, o torcedor já se acostumou com essa eficiência e não julgou a classificação de ontem para a quarta fase da Copinha como mais um milagre azurra. É fruto de trabalho e competência, apesar de todas as dificuldades e carências estruturais disponibilizadas para essa rapaziada. Em tempo, já tem empresário oferecendo R$ 2 milhões pelo atacante Rafinha, do qual o Avaí tem 70% do passe.
Diz Roberto Alves, o assessor de imprensa extra-oficial do Leão, que Niltão recusou e contraproposteou R$ 5 milhões ao interessado. Nada feito, por enquanto. Foto Manoel Messias / Futura Press

Um comentário:

Rafael disse...

Extra-oficial? Acho que não. Acho que é bem oficial. E faz tempo.

Postar um comentário