As novas promessas para 2016

|
A conferência das promessas cumpridas após dois anos de mandato como presidente do Avaí não foi das mais promissoras. Como vimos aqui em dezembro passado, Nilton Macedo assumiu a Diretoria Executiva "montado" em oito diretrizes básicas divulgadas em sua campanha  ao cargo máximo da Ressacada, e até esse dia nenhuma delas foi efetivamente cumprida.
Quase na mesma data do aniversário desse biênio de gestão do clube, Nilton chamou a imprensa para divulgar as metas de 2016, já garantindo que os erros grosseiros da temporada 2015 não se repetiriam. Entre eles, os problemas financeiros, com custos sendo reduzidos por meio do enxugamento do elenco, que teria o máximo de 30 atletas, sendo 30% deles das categorias de base.
O dirigente azurra também reforçou a importância dos patrocínios no equilíbrio dessa conta que há anos teima em não fechar. A parceria com a Caixa Econômica Federal era uma forte possibilidade, que viria para dar um refresco na folha-limite fixada em R$ 500 mil mensais. Se mais um rompante de delírios administrativos ou não, agora é conferir tudo isso até o final do ano.

Um comentário:

Boto disse...

Tem coisas q não entendo...
O clube está limitado de recursos, tem uma base razoável e ainda assim contrata à revelia...
Ou o time titular tem vagas para dois laterais direitos e dois goleiros? Ta trazendo o q oferecem, sem critério algum?

Postar um comentário