A ficha que precisa cair

|
Mesmo com seus atacantes respeitando a tradição dos últimos anos de perder gols feitos, o Avaí perdeu para a Chape por 2x0 e não há árbitro, federação, rádio, jornal, TV e jornalista que possam ser responsabilizados. Desde a pré-temporada o torcedor sabe o elenco que o Avaí não tem, Raul Cabral relembra a cada entrevista a jovialidade excessiva do grupo, então nada a reclamar.
A realidade é que o campeonato do Leão da Ilha é outro, olhando humildemente para a parte de baixo da tabela e secando os adversários que podem incomodar no quesito queda para a segundona. Estamos apenas na quarta rodada e a conquista do returno virou pó, lembrete válido para aqueles que ainda sofrem do mal da ficha que teima em não cair  nos seus cocurutos passionais.
Vamos e venhamos, ontem o Avaí com um sub-23 desfalcado dos mais velhos, o que deve ser motivo de reconhecimento do trabalho de superação do estreante técnico Raulzito, além da luta que a gurizada está travando entre os mais cascudos do campeonato. Não tenho falsas esperanças em relação a título, mas creio numa boa lapidação com vistas à série B que se seguirá na temporada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário