Quando o clube é profissional

|
André Lima saiu do Avaí e se apresentou ao Atlético-PR em 07 de janeiro (foto esquerda). Nesse dia o diretor de futebol Paulo Carneiro  declarou: "Ano passado ele jogou um pouco gordo no Avaí. (...) aqui ele vai afinar e ficar em forma". Na foto da direita, André Lima hoje, cerca de um mês depois.

5 comentários:

rodrigo machado disse...

Aqui veio machucado se recuperou e fez falar mal do Avaí lá espero q tenha uma péssima temporada ele Anderson Lopes e q Avaí aprenda a não trazer ídolos antigos e essa cavalhada pq pra jogar no Avaí tem q ter amor respeito coisas q eles não tiverão

Guilherme P. Flemming disse...

E phoda...

Jeferson Campos disse...

Jogaram bem aqui os dois, o problema era a zaga, mal torcedores como você afundam o time, só sabem falar mal, quero ver apoiar...

Pablo Antony disse...

Esse senhor da foto não tá nem aí e jamais esteve para o Avaí FC. Fez o que queria: voltar ao cenário nacional em uma série A. Trabalhou gordo o ano inteiro e ainda assim foi titular quase que em toda temporada.

Em 30 dias em um clube com gestão profissional está mais fino que um guri de 20 anos.

Isso nos evidencia o quanto precisamos crescer em termos de gestão e respeito à torcida. Ainda falta muito para o Avaí se colocar como clube de série A. Se ele mesmo não se respeita, quem vai respeitar, não é mesmo?

Abraço,

Pablo Avaiano.

Luciano Ludwig disse...

Se o jogador joga gordo, fora de forma, com falta de vontade, não respeita os limites e tampouco os excessos é porque tudo isso é reflexo de uma má administração. Como se diz no quartel: "A tropa é o espelho do Comandante."

Postar um comentário