A proposta é continuidade

|
De segundo colocado no turno a lanterna do returno do Campeonato Catarinense. A explicação da queda de rendimento do Avaí é algo que a diretoria do clube ainda procura. São cinco derrotas seguidas, sendo quatro pelo estadual e uma pela Primeira Liga. O técnico Raul Cabral está pressionado, mas o pensamento no Leão da Ilha é de continuidade.
Segundo o gerente de futebol azurra, Agnello Gonçalves, o planejamento feito no clube vai além dos resultados de campo. A intenção do departamento é uma reestruturação maior, por isso o desejo de manter os planos, ainda que os resultados não sejam satisfatórios.
- É um momento delicado e precisamos acreditar no planejamento. A proposta é continuidade. Apesar do resultado no returno não estar sendo favorável. A princípio não cogitamos a saída do Raul. Nossa ideia é usar as informações que estamos colhendo e tentar encontrar o motivo da queda de desempenho e que juntos possamos encontrar o que foi feito no turno. A equipe mostrou que tem potencial. Apesar de toda a dificuldade, de termos uma equipe jovem, eles nos deram um retorno.
Ontem o Avaí desembarcou em Fpolis após a derrota para a Chape e encontrou torcedores que protestaram pelo momento. Segundo Agnello, a atitude faz parte do futebol e é um direito dos.
- É um processo que a gente encara com uma naturalidade. O torcedor está no direito dele, não fizemos um bom jogo em Chapecó. O torcedor está no papel de cobrar. Mas é importante também ressaltar o momento de reconstrução. Não é fácil esse processo e o Avaí busca isso nesse momento. Quando eu me apresentei aqui, no dia 8 de janeiro, usei alguns termos e um deles foi justamente a cultura do desenvolvimento como instituição e não focar somente no desempenho esportivo. Mas conseguir desenvolver um planejamento mais espaçado para crescer como instituição. via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário