Costuraram a tarrafinha do Amado

|
Nem o mais fanático, otimista e esquizofrênico dos avaianos poderia esperar que o seu time olímpico (juniores enxertados com mais três acima dos 23 anos de idade) terminasse o primeiro turno do Campeonato Catarinense na vice-liderança. E razões não faltavam para essa surpresa, haja vista que com gerentes e diretores de futebol tarimbados, técnicos experientes e jogadores rodados pelo Brasil, nos dois últimos anos o Leão da Ilha lutou apenas para não cair de divisão em terras de SC.
O fato novo para 2016 foi a penúria financeira. Sem poder vadiar nos cifrões à vista de uma série A e atolado em dívidas, restou a Nilton Macedo recorrer ao plano B do clube, qual seja, Raul Cabral e seus garotos da base. A missão era ingrata, tentar costurar a tarrafinha de gestão, aquela que rasgada pela tesoura da incompetência administrativa e que tantos problemas causou e ainda causa.
Cheios de saúde, sem os ranços dos boleiros mais "viajados" e a vontade de evoluir na carreira, sobrou para o ex-auxiliar técnico de Geninho colocar em prática o seu conhecimento e capacidade de liderança. Deu certo, o Avaí praticamente afasta o risco do rebaixamento e ameaça lutar na parte de cima da tabela até a última rodada do returno. E, sei lá, vai que... esse Avaí faz côza...

Um comentário:

Sergio Nativo disse...


Depois de 2012 quanto os bocas alugadas da mídia diziam que seu time venceria o campeonato com o pé nas costas e receberam o pé na bunda na Ressacada e no Scarpelli Park tudo é possível com imprevisível Avai.
Acho que se o presidente não voltar a atrasar salários e não fazer trapalhadas da para calar a boca da RBS que ignorou nosso vice-campeonato ( primeiro turno).
Os sem pautas, aqueles (Maria-Vai-Outras) que não tem ideias próprias e só avalizam o que a RBS diz e torce, devem estar assustado com a crise do rival ( sempre suavizada) e com a molecada e o técnico avaiano.
Sabado tem entrada free para a torcida avaiana na Ressacada. Dia de embelezar mais a nossa casa.
Urra Leão!

Postar um comentário