Fim do suplício, ou não

|
Ontem o Avaí fechou a sua participação no Delfinzão e como acontece há três anos, lutou até o fim para não cair. Mais uma derrota, o que torna esse returno uma das campanhas mais bisonhas da história azurra: oito derrotas e uma vitória, com um aproveitamento "recorde" de 11%.
Passando ao largo de qualquer análise mais demorada sobre uma campanha desse naipe, hoje acontece a reunião ordinária do Conselho Deliberativo do clube, onde a pauta prevê a "Apreciação e deliberação sobre o parecer do Conselho Fiscal, referente as contas do exercício de 2015".
Os números não serão favoráveis, daí a necessidade uma ação efetiva por parte dos conselheiros. Se confirmado o rombo de R$ 12,5 milhões adiantado pela imprensa - ou outro valor milionário qualquer - os gestores devem ser inquiridos à explicar tamanha falta de lucidez administrativa.
Ou não, posando novamente de Conselho Decorativo, optando pela continuidade do suplício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário