Pedras no caminho do Avaí

|
"A decisão do CD do Avaí de aprovar com ressalvas as contas de 2015 foi acertada, dando ao mesmo tempo condições do clube prosseguir na busca de novos parceiros financeiros e manter acordos de parcelamento com o Profut, mas mantendo o alerta à diretoria na busca por caminhos para diminuir um déficit que ultrapassa R$ 12 milhões (passivo que, aliás, ninguém assume).
No meio desta tempestade um presidente que acaba de assumir, mas que esteve presente nas últimas gestões; e o que é pior: cuidando do financeiro. Tenho ouvido atentamente sua fala e confesso não entender o que tem dito. Quando perguntado sobre choque de gestão, discursou sobre atendimento ao associado e que estaria sempre no clube para atendê-los em qualquer momento.
Corre sério risco de se perder nas pequenas coisas, transformando a situação num atendimento de órgão público onde todo mundo quer falar com o chefe e não com o atendente. Já na grave questão financeira fincou posição na solução a partir de negociação de jogadores da base azurra na janela do segundo semestre. Francisco Batistotti parece não estar ciente das dificuldades que tem pela frente." Claudionir Miranda via Infoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário