Uma notável patacoada

|
O torcedor avaiano, em sua grande maioria, ficou feliz com a renúncia de Nilton "Não Entendo Nada de Futebol" Macedo, mas desgostoso que o cargo de presidente Executivo tenha caído no colo do vice.
Francisco Battistotti acena com um choque de gestão, o que soa estranho para um dirigente que está no Avaí desde 1976. No ano passado, na prática foi o mandatário do clube e os resultados, dentro e fora de campo, dizem muito sobre o que não esperar de sua administração.
Entretanto, a seu favor contou com um atabalhoado grupo de "notáveis avaianos", que intentou uma revolução administrativa de dentro para fora, mas com uma estratégia não muito inteligente. Sem a anuência de Battistotti, escolheram um presidente que não era sócio e por isso não poderia ser... presidente. Não teve o "golpe do bem" por absoluta incompetência.
Meandros acertados, com um plano celestial de redenção, os "notáveis avaianos" só não tinham um homem fodástico que assumisse o que restou do falido modelo em voga na Ressacada desde 2002. Sem outra alternativa, o vice-presidente repudiado foi o único a aceitar o desafio, se reconduzindo ao trono máximo do Carianos. E tem avaiano qurendo que Battistotti renuncie.
Vem cá, meu amigo, que parte você ainda não entendeu?

Nenhum comentário:

Postar um comentário