Bragantino vence Avaí

|
O Bragantino recebeu o Avaí nesta terça-feira, no Nabi Abi Chedid, em duelo que abriu a segunda fase da Copa do Brasil, e conseguiu sair em vantagem no confronto. Melhor durante o jogo, o Massa Bruta bateu o Leão da Ressacada por 1 a 0, com gol marcado por Leandro Oliveira, no primeiro minuto da segunda etapa.
Com o resultado, o Bragantino vai ao jogo de volta na próxima terça-feira, na Ressacada, precisando apenas de um empate para se classificar para a terceira fase. O Massa Bruta pode até se dar ao luxo de perder por um gol de diferença caso balance as redes e ainda assim se classificar. Quem passar deste duelo enfrenta o vencedor de Botafogo-RJ e Juazeirense-BA na terceira fase.
O jogo - O primeiro tempo foi todo do Bragantino. O Massa Bruta, no entanto, parou em uma excelente atuação do goleiro Renan. Com uma equipe pouco produtiva no ataque, o arqueiro acabou sendo o grande destaque do Avaí na etapa inicial, salvando duas boas finalizações do lateral direito Alemão e também um chute à queima-roupa do atacante Zambi. Com isso, a partida foi para o intervalo com o placar inalterado.
Se não conseguiu passar pelo goleiro Renan na etapa inicial, o Bragantino não demorou para marcar no segundo tempo. Logo com 1min de jogo, Leandro Oliveira recebeu passe de Zambi na entrada da área, limpou a marcação e mandou de perna esquerda no ângulo para marcar um golaço.
O jogo seguiu sem grandes oportunidades. Porém, aos 18 minutos, o Bragantino teve uma grande chance para ampliar. Zambi recebeu a bola pela direita e rolou para Eder Santana no meio da área. O atacante dominou a bola livre, de frente para a meta, mas chutou por cima, perdendo um gol incrível. No último minuto o Avaí ainda teve uma boa chance em cobrança de falta de Lucas de Sá, porém, o goleiro Felipe conseguiu defender e garantir a vitória por 1 a 0. via Gazeta Esportiva

Um comentário:

Pablo Antony disse...

O Avaí se tornou um clube de perdedores e descompromissados com sua tradição!



E vou dizer mais! Isso não é de hoje não! Vem de alguns anos para cá.



Alguém se lembra que até o início da década passada éramos o clube mais vezes campeão do estado?

Sim, fomos até chamados de campeão do século! Mas com esta filosofia de trabalho implantada pelos gestores antecessores, que também está no sangue dos atuais dirigentes e do seu conselho decorativo, perdemos esta hegemonia.



Alguém se lembra que até o início da década passada tínhamos vantagens em vitórias em clássicos sobre o maior rival?

Isso mesmo! Hoje a vantagem é deles!



Alguém se lembra que no fim da década de 90 éramos o clube de SC em cenário nacional? O que fazia ótimas campanhas na série B depois de ser campeão da série C?

Sim, hoje corremos o risco de voltar a C. Eu diria que não corremos risco. Vamos cair com este time muito ruim. Tomara que os novos contratados tenham pelo menos vontade, para fazer com que a série C seja apenas um maldito pesadelo.



E alguém já se ligou que não temos mais vantagens em vitórias sobre nenhum dos outros considerados grandes de SC? Nem mesmo sobre a Chapecoense!



Onde perdemos isso? Quem fez isso se perder nós sabemos. Não precisa ser muito esperto para saber que os homens do futebol do Avaí entendem de qualquer coisa, menos futebol, mas gostaria de saber onde foi parar o pessoal que no fim da década de 90 nos deu motivação para acreditar que poderíamos ser grandes! Será que não poderiam voltar?



Sobre a derrota de ontem resumo em uma palavra: ASSUSTADORA!

Verdade, estou assustado com tamanha ruindade, tamanha teimosia, pois não vejo o Avaí fazer nada para mudar. Estamos há 12 tenebrosos com aproveitamento abaixo de 20% (10 DERROTAS) e ninguém faz nada, ninguém pensa em mudar ao menos um esquema de jogo. Realmente é desestimulante assistir os jogos deste Avaí. Até o Íbis tira onda da nossa cara!!!!



O Eduardo Costa estava certo, lembram?

O Avaí precisa de uma reforma, uma faxina em todos os setores! É triste e ao mesmo tempo revoltante ver que nada se faz!



O que vemos hoje é um clube de descompromissados com a vitória. A cada partida diminuem as esperanças de novos tempos e a derrota parece algo normal. Um marasmo total!

Não há um cristão com coragem de falar o que acontece de verdade lá dentro, que dê uma porrada na mesa, e que ao menos dê uma mensagem de alívio para a torcida. Algo como "vamos emprestar ou doar 90% deste time! Vamos devolver os que contratamos! Vamos mudar tudo!". Não, pelo contrário, parece que estamos no caminho certo!



Cansa tudo isso! Está no sangue dos homens do Avaí, diretoria, gerencia de futebol e Conselho decorativo, o marasmo e a derrota!

Postar um comentário