Esse novo Avaí

|
"Foi conforme o esperado: uma aposta na individualidade deixando de lado o coletivo. Assim Silas esperava classificar o Avaí para a terceira fase da Copa do Brasil. No gramado alguns dos estreantes até conseguiram corresponder à motivação do torcedor azurra, que acreditava que tudo poderia ser diferente a partir deste jogo - casos de Jajá e Vinícius Pacheco. De resto foi mais do mesmo, com o Leão tendo dificuldade na criação e principalmente na definição. O futebol não permite acreditar em mudança radical sem trabalho coletivo, mas o que se viu na Ressacada permite sonhar com um novo Avaí que tem um campeonato muito difícil pela frente. A eliminação para o Bragantino, adversário direto na Série B, demonstrou isso." Claudionir Miranda via Infoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário