Avaí empata com o Atlético-GO

|
Primeiro tempo - Nos primeiros minutos, uma chance para cada lado: Romário, ex-avaí, avançou pela esquerda e bateu à meia altura: a bola resvalou na defesa e saiu pela linha de fundo. Do lado avaiano, depois de uma saída errada da defesa do Atlético, Romulo foi para a finalização mas bateu muito mal na bola. Depois disso, o jogo combinou com o clima - esfriou demais. O Leão só foi chegar com perigo aos 14 minutos, na bola parada: depois de uma cobrança de falta pela direita, Célio ficou com a bola dentro da área e bateu forte, mas muito alta. A torcida gostou.
Logo em seguida, porém, um lance que assustou: Romário cruzou na área e Junior Viçosa conseguiu o domínio, mas com o braço. O juiz mandou seguir e por pouco o atacante não conseguiu o giro para finalizar. Aos 20, mais um toque de mão que o juiz não viu, e que agora resultaria num pênalti para o Avaí: William chutou e a bola explodiu no braço de Marllon - mas nada de falta marcada.
Aos 22 Silas teve de gastar sua primeira substituição: Célio sentiu o joelho esquerdo numa dividida e Diego Jardel entrou em seu lugar. Logo depois, um lance polêmico: William chegou primeiro que o goleiro na corrida, e foi derrubado, mas o juiz não viu pênalti no lance. Na sequência da jogada, contra-ataque do oeste, bola tocada para o meio da área, e chute rasteiro de Matheus Ribeiro que toca na trave e entra: 1 a 0 Oeste. O visitante se animou com o gol e chegou com perigo mais uma vez, num cabeceio de Júnior Viçosa que tirou tinta da trave de Renan.
Segundo tempo - O Leão começou pressionando a saída de bola do Atlético, mas também sofreu com alguns ataques do adversário - que jogava principalmente nas falhas da defesa avaiana (João Paulo estava muito mal). Não bastasse os lances ruins da partida, o árbitro do jogo, Rodrigo Guarizo Ferreira, sentiu uma lesão na coxa e teve de ser substituído pelo quarto árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães. Depois do ocorrido, o melhor lance do Avaí no jogo. Diego Jardel tocou para Romulo, que, pela esquerda, finalizou: o goleiro Marcos fez bela defesa.
O lance deu um gás ao Leão: William e Caio César se embolaram na frente da área mas deu certo e Caio César conseguiu a finalização, buscando o canto, mas tirou demais do goleiro e mandou para fora. E se Diego Jardel precisava de um lance para se consagrar e fazer as pazes com a torcida avaiana, acabou tendo essa oportunidade, mas perdeu de um jeito terrível: a bola sobrou limpa dentro da área, e de perna esquerda, ele isolou. O Atlético sentiu o mau momento azurra e chegou bem de cabeça assustando, mas logo a pressão do Avaí voltou: Caio César conseguiu espaço e deu um belo chute de fora da área, mas o goleiro, bem colocado, segurou.
O jogo ficou mais aberto e depois que Junior Viçosa perdeu uma chance na cara de Renan, Diego Jardel puxou bom contra-ataque e lançou Romulo, que numa noite pouco inspirada, cruzou em cima da zaga. Mas ele iria se redimir. Depois do cruzamento de Diego Jardel pela esquerda, Romulo se atirou na bola e desviou de perna esquerda: bola no ângulo, golaço e empate do Avaí.
Na sequência, a chance da virada: Diego Jardel entregou para Rômulo, que enfiou para William, que praticamente na cara do gol... chutou por cima. Lucas Fernandes, de fora da área, também bateu uma bola em curva e quase conseguiu marcar, mas o jogo ficou no empate. via Infoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário