Empate sofrido, mas importante

|
"O empate do Avaí na Ressacada passa longe de ser um resultado bom, mas foi importante. Por alguns aspectos foi positivo somar esse ponto magrinho. Primeiro porque o time não jogou bem. O time organizado em campo e que parecia que iria definir era o Atlético-GO. O Avaí estava bem quebrado pelos problemas, com as ausências por lesão e cartão, que eram muitas. Mas o time soube lutar e correr pelo resultado.
A presença do meia Diego Jardel, que entrou ainda no primeiro tempo, foi importante. Mesmo errando bastante, ele tentou muito e foi decisivo para a equipe buscar o resultado. É o jogador da posição e que pode ser útil ao time. O empate quebra a sequencia de derrotas e isso era fundamental.
Méritos e fragilidades - O mérito de Gonçalves foi aparecer. Se colocou na linha de frente ao ir ao Debate Diário ontem. Diretor de futebol tem que aguentar a pressão na hora ruim, são as responsabilidades que o cargo traz. O diretor sabe que o caldeirão está fervendo e fez questão de ir ao programa para conversar com o torcedor avaiano.
Agora, isto não quer dizer que concorde com as todas as ideias dele e que ele tenha tido o melhor discurso durante o programa. Vi fragilidade quando a questão foi a sequência do trabalho. Gonçalves chegou a brincar com a possibilidade de nem ele mesmo resistir às pressões das derrotas. Ainda esperava mais firmeza e contundência." Rodrigo Faraco via Diário Catarinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário